sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Um pouco sobre Romain Grosjean.


Todos nós conhecemos Romain Grosjean, hoje piloto da Lotus. Mas você sabe o que ele fez depois de 2009 quando saiu da Renault? Não? Então o tio vai contar pra vocês.
Em sua 1° temporada na Fórmula 1.
Grosjean estreou na Fórmula 1 em 2009, ele substituiu Nelsinho Piquet que saiu da Renault por causa do famoso Singapore Gate, no qual ele bateu o carro para ajudar Fernando Alonso, que venceu a corrida. Mesmo que o acidente tenha sido em 2008 ele só veio a tona em 2009. No meio desse rolo todo a Renault perdeu o patrocínio do Banco ING. No final da temporada Grosjean perdeu seu lugar na Renault para seu ex companheiro de equipe na GP2 pela equipe Addax, Vitaly Petrov.

Disputando a FIA GT.
Sem lugar na Fórmula 1, Grosjean partiu para as corridas de Endurance, e ele foi competir na Fia GT pela Equipe Suiça Matech, seu parceiro era o Alemão Thomas Mutsch, e eles estrearam com uma vitória em Yas Marina e depois eles tiveram outra vitória em Brno. Grosjean não disputou o campeonato inteiro e terminou na 11° posição.
Disputando as 24 Horas de Spa.
Em 2010 disputou também as 24 Horas de Spa, pela equipe Gravity International Mosler, seus parceiros eram o Belga Vicent Radermecker, o Holandês Ron Marchal e o Italiano Diego Alessi. Eles acaboram na 16° posição.

Grosjean em Le Mans
Em Junho de 2010 Grosjean disputou as 24 Horas de Le Mans pela mesma Matech, seus companheiros era novamente o Alemão Mutsch e o Suíço Jonathan Hirschi. Disputaram a corrida na Classe LMGT1 (Que hoje é a GTE-PRO) eles largaram em 3° mas tiveram que abandonar depois de 171 voltas.

Nos treinos livres em Interlagos.
Então em 2011 ele regressa à GP2 pela equipe DAMS e é campeão com 5 vitórias, Grosjean também participa de 2 treinos livre pela equipe Lotus (Que na época era Lotus-Renault) nas duas últimas corridas da temporada que eram Yas Marina e Interlagos.

Aprontando em Spa.
E para encerrar retorna como titular pela Lotus, se envolveu em diversas confusões na pista, e proporcionou um grave acidente em Spa no qual lhe rendeu uma punição na corrida de Monza (Não participou da corrida), e em Suzuka se envolve com Mark Webber em um acidente logo na largada, e Webber o apelidou de “O maluco da 1° volta.” Apesar de todas essa confusões Grosjean fez uma boa temporada, 3 pódios e outras 7 corridas pontuando. Acabou o campeonato na 8° posição com 96 pontos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário