sábado, 31 de maio de 2014

Em final espetacular Irmãos Taylor vencem em Detroit.

Um final espetacular na 5° corrida da United SportsCars, os irmãos Taylor conseguiram uma vitória épica em Detroit.

Na largada o 90 de Westbrook/Valiante se mantiveram na ponta, quem fez uma grande largada foi Fittipaldi que pulou para 2° e o 10 dos Irmãos Taylor em 3°

Em pouco tempo o 10 tomou a liderança, e logo Jordan Taylor abriu vantagem e sempre se aproveitando dos retardatários. Porém uma bandeira amarela na volta 22 fez todos se juntarem novamente. Relargada na volta 26 e outra bandeira amarela, envolvendo o Porsche 81 da GB Autosport, mesmo saindo da pista a barreira de pneus se moveu, então tiveram que arrumar e por no lugar.

Relargada na volta 37 Ricky Taylor andava melhor com tráfego, porém em pista limpa João Barbosa descontava a diferença e na última volta Barbosa ultrapassou Ricky Taylor, porém no toque o pneu do 5 furou e o 10 raspou no muro, melhor para o 90 de Westbrook que chegou em Taylor e tentou a qualquer custo ultrapassar, porém não conseguiu. Vitória para os Irmãos Taylor que saem na liderança do campeonato. Em 2° por apenas 0.207 ficou o 90 da Spirit of Daytona de Valiante/Westbrook  em 3° o LMP2  da OAK de Pla/Yacamán em 4° o 60 de Pew/Negri, ótimo resultado para o Brasileiro que se aproveitou dos incidentes que ocorreram na corrida. Na 6° posição se arrastando ficou o 5 da Action Express


Quem teve um fim de semana para esquecer foi a Chip Ganassi. Com problemas no câmbio o carro abandonou a corrida, parece que o circuito de Detroit trás más recordações para o 01 que ano passado também abandonou a corrida em um incidente com Gustavo Yacamán.

Na GTD também tivemos várias brigas, e a vitória ficou com a Ferrari 63 da Scuderia Corsa de Balzan/Westphal em 2° o Porsche de Mario Farnbacher/James e fechando o pódio o Audi 48 de Miller/Haase. O pole que era o 45 da Lizard se envolveu em um acidente no final da corrida e abandonou.

A próxima corrida da United SportsCar será em Watkins Glen no dia 29 de Julho, será a 3° corrida do North America Endurance Championship.

Veja o resultado da corrida aqui.

Confira como foi a volta final.

Wittmann na pole em Hungaroring.

E ninguém segura Wittmann, o jovem piloto conquistou a 3° pole em 3 corridas, dessa vez a pole foi em Hungaroring com 1:36.518, na segunda outra BMW a de Timo Glock, que até pode se dizer que é uma surpresa, mesmo tendo vencido uma corrida no ano passado, e na 3° posição o Audi de Miguel Molina.

O Brasileiro Augusto Farfus larga em 6° ao lado do Português Antonio Felix da Costa que larga em 5°. O campeão de Mike Rockenfeller decepcionou e larga somente em 13°

Enquanto isso a Mercedes segue na mesma, e mostrou que a Vitória de Vietoris em Oschersleben foi na estratégia e nas condições climáticas. A melhor Mercedes foi novamente de Pascal Wehrlein que vai largar em 16°, Di Resta larga em 19°, Gary Paffett em 21° e o vencedor de Oschersleben Christian Vietoris larga em 22° e última posição.

A corrida começa 8:30, porém o Band Sports não vai passar a corrida ao vivo, a reprise vai ao ar as 22:30. Mas quem quiser ver a corrida é só acessar esse site.


Confira os resultados do treino aqui.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Entrévista Pós-Corrida: Hamilton e Rosberg.



Nem precisa escrever nada né? O clima já estava ruim no sábado com a suspeita de que o Rosberg tenha errado de propósito e causar uma bandeira amarela, eu sinceramente não acredito que tenha sido de propósito, Lauda e Wolff também acham que não. E sabemos como o Hamilton é temperamental, só que dessa vez está demais.

Será que vai acontecer a mesma coisa que aconteceu com o Hamilton em 2007 quando seu companheiro era o Alonso?

Veremos os próximos capítulos...

domingo, 18 de maio de 2014

Em corrida épica Jota vence em Ímola

 
 Na LMP2 a disputa foi intensa do inicio ao fim a classe teve diversos líderes durante a corrida: Alpine, Thiriet, Jota e Morand. Mas quem levou a melhor foi o 38 da Jota de Albuquerque/Dolan/Tincknell que se aproveitou do problema que teve o Morand de Klein/Brandela/Hirschi que liderava a corrida, mas faltando menos de 5 minutos teve problemas e abandonou. Na 2° posição tivemos uma grata surpresa o 24 da Sebastian Loeb Racing de Charouz/Capillaire que em nenhum momento apareceu entre os favoritos e se aproveitou dos problemas dos outros carros, na 3° posição tivemos a Signatech Alpine de Webb/Chatin/Panciatici que precisou para no fim para repor o combustível. Os vencedores de Silverstone, o 46 da Thiriet tiveram problemas no freio, mas acabaram em 5° lugar e mantem a liderança do campeonato, e essa foi a despedida do Morgan, já que em Le Mans a equipe vai estreiar o novo Ligier P2.

Na LMGTE só deu Ferrari e quem levou a melhor foi a Ferrari 72 da SMP de Bertolini/Shaitar/Zlobin  que conseguiu um bom 7° lugar no geral. Em 2° ficou o 81 da Kessel com Cressoni/Kemanater em 3° ficou a JMW Motorsport de Zampieri/ Richardson/ McKenzie. A melhor não Ferrari foi o Porsche 76 da IMSA Matmut de Armindo/Narac/Halliday que ficou na 7° posição.

E na GTC novamente domínio das Ferraris, quem venceu foi  o 60 da Formula Racing de Mac/Piccini/Laursen que imprimiu um ritmo tão forte que acabou com 3 voltas de vantagem para o 4° colocado. Na 2° posição ficou com o 73 da SMP de Beretta/Markozov/Ladigyn e em 3° o outro carro da SMP o 71 de Ladigyn/Basov/Persiani

De forma surpreendente Vietoris vence em Oschersleben.

De forma surpreendente Cristian Vietoris venceu a 2° corrida da DTM em Oschersleben.

Numa corrida muito confusa. Antes de começar a corrida já tinha pilotos nos boxes trocando pneus, botando o pneu de chuva. Já na volta 7 começa a chover e um festival de toques e rodadas e 3 Safety Cars. E a 1° intervenção do carro de segurança foi na volta 9, Robert Wickens  que bateu no muro de pneus.

Na volta 13 tivemos a relargada e  Gary Paffett foi o único que permaneceu na pista e com os pneus macios na pista molhada, na relargada Wittmann tentou passar o Britânico, mas deixou para frear no último momento e escapou da pista, e com isso voltou na 6° posição. Aproveitando tudo isso Adrian Tambay assumiu a ponta. Mas poucas curvas depois Glock bate em Rockenfeller , vai na brita e abandona.  Rocke perdeu duas posição, mas logo na curva seguinte tem outro enrosco, desta vez com Maxime Martin e Paul di Resta, o Escocês também vai na brita, mas consegue voltar.

Em decorrência destes dois acidentes tivemos outro Safety Car, na volta 14. Não demorou muito e na volta 17 tivemos a relargada. Tambay seguiu na liderança, mas Jamie Green veio num ritmo impressionante e na volta 20 tomou a liderança, Green seguiu com um ritmo impressionante e em 3 voltas já tinha mais de 7 segundos de vantagem para Tambay.

Mas para não perder o costume, tivemos o 3° e último Safety Car, dessa vez foi Pascal Wehrlein na volta 27 ele errou a freada e foi no muro. Na relargada não tivemos grandes alterações e Green segui com um rimo forte e logo abrindo mais de 2 segundos .

Com tantas paralizações abriram contagem na corrida, a corrida iria acabar por tempo e não por voltas. E na última rodada de pit stops Green errou na estratégia, mesmo com a chuva tendo parado ele botou pneus de pista seca, e com isso desceu a ladeira. Diversos pilotos não pararam e isso foi decisivo para o resultado na corrida, nas últimas voltas Vietoris e Rockenfeller disputavam a vitória. Melhor para o piloto da Mercedes que venceu com 0.674 de vantagem.

Na 3° posição ficou Edoardo Mortara, em 4° Paul Di Resta e fechando o top 5 o Brasileiro Augusto Farfus.

A próxima etapa da DTM será em Hungaroring, na Hungria no dia 1° de Junho.

Confira o resultado da corrida AQUI.

sábado, 17 de maio de 2014

Wittmann na pole em Oschersleben.

Com a desclassificação de Molina, Witmann larga em 1°.
Parecia que a pole ficaria com Miguel Molina, o Português dominou o fim de semana inteira e havia ficado com a pole position, mas foi desclassificado. O motivo? Irregularidades na asa traseira, que estava maior que o permitido. Com a desclassificação de Molina quem herdou a pole foi o vencedor da etapa anterior Marco Wittmann.

Na 2° posição larga o Francês Adrian Tambay e em 3° o Português Antônio Felix da Costa. O atual campeão da categoria Mike Rockenfeller larga na 5 posição.

Mas quem está tendo um péssimo início de temporada é a Mercedes, que saíram zerados de Hockenheim. A melhor Mercedes foi de Pascal Wehrlein com a 10° posição a segunda melhor Mercedes é de Christian Vietoris com a 17° posição, Paul do Resta campeão da categoria em 2010 larga em 21° e antepenúltimo, e Vitaly Petrov assim como em Hockenheim larga em último.

O Brasileiro Augusto Farfus vencedor da corrida ano passado larga em 8°. Mas Farfus tem um bom retrospecto em Oschersleben além da vitória no ano passado tem outras 3 vitórias na época em que corria no WTCC

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Recordar é Viver (6)

Danica Patrick disputou 3 corridas de Endurance na sua carreira, e sua primeira experiência em corridas longas foi em 2003 em Road Atlanta, mas não era o Petit Le Mans, já que em 2003 se disputou duas corridas no circuito da Georgia. Com 21 anos e vinda de uma boa temporada na Atlantic Championship, na qual terminou na 6° posição. Ela correu numa Ferrari 550 Maranello da equipe Prodrive Racing na classe GTS.

Correndo junto com o Francês Jérome Policand eles largaram e chegaram na 4° posição. No geral quem venceu foi o ADT Champion Racing de Lehto/Herbert.

Confira a corrida.

domingo, 4 de maio de 2014

Finalmente. LMP2 da ESM vence em Laguna Seca.

Acabou a espera, e hoje saiu a primeira vitória de um LMP2, mais precisamente o 2 da Extreme Speed de Van Overbeek/ Brown que largaram na pole, mas logo na largada caíram de 1° para 6°, Valiante tomou a ponta e Yacamán fez uma largada espetacular e pulou para 2°, mas  sabe como é Yacamán é Yacamán, tentou passar Valiante de tudo que é jeito, em alguns momentos até exagerado e em alguns momentos até se batendo, sorte pra Christian Fittipaldi que chegou nos 2 e ultrapassou Yacamán.

Troca de pilotos, e na OAK desceu um espírito de Maldonado em Alex Brundle, que tentou fazer sabe-se lá o que no saca rolhas e bateu em João Barbosa que já estava em 3° e ainda levou junto o Mazda 07 que não tinha nada a ver com a história. Resultado? Reparos no 42, 7 voltas perdidas e de brinde uma punição .

O 10 dos irmãos Taylor havia assumido a liderança, foi o primeiro carro a fazer o pit stop, pode ter voltado na frente, mas com mais tempo na pista os pneu estavam mais desgastados, e aí chegou o 2, passou e não teve mais dificuldades e chegou a 5.8 do 10 da Wayne Taylor que foi o 2°, e na 3° posição ficou o 01 da Chip Ganassi de Rojas/Pruett

Na GTLM também tivemos várias brigas, o Corvette 3 de Magnussen/García venceram com folga e repetiram a vitória que tiverem em Laguna Seca em 2013, Tandy e Auberlen fizeram uma bela disputa, e no fim Auberlen ultrapassou o Porsche, talvez de forma um pouco exagerada, e que pode dar alguma punição.


Quem apareceu na corrida de hoje foi a Ferrari da Risi, que chegou a liderar em alguns momentos com Fisichella, porém o carro começou a perder o ritmo e foi ultrapassado por García, Auberlen e Tandy e acabou na 4° posição, mas mesmo assim nada mal para quem teve dois abandonos e uma corrida cheia de problemas em Long Beach.

A próxima etapa do United SportsCar será dia 31 de Maio no circuito de Belle Isle em Detroit, nessa corrida vão competir os P e GTD.

8 e 94 vencem em Laguna Seca.

E nesse fim de semana tivemos pela primeira vez no TUSCC duas corridas no mesmo dia. A primeira era entre os PC/GTD
 Na PC tivemos uma corrida bem morna, não teve grandes disputas. O Brasileiro Bruno Junqueira que largou na pole perdeu uma posição na largada, e ainda no fim da corrida precisou fazer um pit stop no final, mas mesmo assim conseguiu um pódio e ficou com a 3° posição. Já quem venceu foi o 8 da Starworks “Martini” de Schultiz/Van der Zande e na 2° posição ficou com o 25 da 8Stars de Rayhall/Díaz.

Mas como sempre as melhores disputas são nas classes de GT, e hoje não foi diferente, tivemos um final espetacular, quando a vitória parecia ficar com o 45 da Flying Lizard, mas na última curva deu pane seca e a vitória caiu no colo da BMW 94 da Turner de Cameron/Palttala, na segunda posição ficou com o Audi 48 da Paul Miller de B.Miller/Haase e que protagonizaram um final épico contra a BMW chegando a 0.168 do 1° colocado e na 3° posição ficou o Porsche 44 da Magnus Racing de Lally/Potter.

Solberg vence em Montalegre.

Começou hoje em Portugal o novo FIA World RallyCross e o primeiro vencedor do campeonato foi o Norueguês Petter Solberg, que venceu todas as corridas do fim de semana (Classificatória, Semifinal e Final)


Como o RallyCross tem diversas corridas classificatórias, fica um pouco difícil escrever sobre todas elas, então optei em escrever só sobre as semifinais, já que elas são as mais importantes e levam os pilotos até a final.
Nitišs venceu a 1° Semifinal.
Logo na 1° semifinal já tivemos uma surpresa o atual campeão do European Rallycross o Russo Timur Timerzyanov não se classificando para a final, Alex Hvaal acabou tendo problemas durante a corrida e abandonou e o Irlandês Derek Tohill também não se classificou. Reinis Nitišs, Andreas Bakkerud e Anton Marklund avançaram para a final

Solberg venceu a 2° Semifinal.
Definitivamente não parecia dia da Team Peugeot-Hansen, na 2° semi final Timmy Hansen também não se classificou para a final. Solberg venceu com mais de 3 segundos em cima do campeão do Global RallyCross Topi Heikkinen e na 3° posição ficou o Belga Koen Pauwels. A Sueca Ramona Karlsson com seu Saab acabou abandonando na 2° volta, mas a Sueca merece destaque já que conseguiu ir bem nas outra duas corridas de classificação, com 2 segundos lugares.

Solberg comemora a vitória em Montalegre.
E na final deu Petter Solberg o campeão do Mundial de Rally de 2003 andou muito bem e mesmo usando a Jocker na última volta permaneceu na 1° posição e chegou com folga num tempo total de 4:02.081 e 2.3 de vantagem para Andreas Bakkerud que ficou com a 2° posição, e na 3° posição ficou o Letão Reinis Nitiss.


A próxima corrida do World RallyCross será dia 25 de Maio na Inglaterra na pista de Lydden Hill

Confira os resultados da corrida AQUI

Pra quem Perdeu: Hockenheim (DTM)

Wittmann vence com facilidade em Hockenheim.

Marco Wittmann foi o vencedor da 1° etapa da DTM em  Hockenheim, e a estréia do novo carro da BMW não podia ter sido melhor 6 carros pontuando, Wittmann pode ter feito uma corrida tranquila e sem ser incomodado, mas o grande nome do fim de semana foi o Sueco Mattias Ekström largando da 7° posição o Sueco depois da troca de pneus andou muito passou Glock e Tambay, e conseguiu um grande 2° lugar, na 3° posição chegou Adrian Tambay, que havia sido o pole position.

Os estreantes não tiveram um fim de semana bom, seria caso Felix da Costa não tivesse batido em Scheider e abandonar a corrida, já que ele estava na 4° posição e em vários momentos andou em 3°. Nico Müller e Vitaly Petrov ficaram em 16° e 17° e Maxime Martin teve problemas nos boxes, os mecânicos não prenderam a roda do carro e ainda por cima ele se enroscou com Juncadella, Martin foi punido, mas acabou abandonando.

Fim de semana foi trágico para a Mercedes que saiu zerada, Wickens e Vietoris estavam fazendo uma boa corrida, mas depois da troca de pneu ambos caíram e muito de rendimento o melhor Mercedes ficou com Pascal Wehrlein que chegou na 11° posição. Di Resta não teve o retorno dos sonhos e só chegou na 14° posição.

O campeão Mike Rockenfeller que não tinha feito um bom treino e só largou na 11° posição fez uma corrida de recuperação e chegou em 4° lugar.

Já o Brasileiro Augusto Farfus que largou em 12° chegou na 8° posição, teria sido o 6° caso Timo Scheider não o tivesse jogado pra fora da pista na última volta na hora de ser ultrapassado. 

A próxima corrida da DTM será dia 18 de Maio no circuito de Oschersleben.

Confira o resultado da corrida AQUI

sábado, 3 de maio de 2014

Toyota #8 vence em Spa.

E deu Toyota de novo, depois da tranquila vitória em Silverstone, deu o 8 outra vez. O trio 8 dispara na liderança do WEC com 50 em 2° com 34 vem o outro trio da Toyota. Agora é esperar Le Mans...
Parecia que o Porsche 14 ia sobrar na corrida, mas quando Romain Dumas assumiu o carro começou a ter problemas, a liderança caiu no colo do Toyota 8 que dominou e não teve problemas. Na 2° posição o Audi 1 de di Grassi/Duval/Kristensen, depois de tomar um sufoco a corrida inteira do Toyota 7 que chegou na 3° posição.

Na estréia do novo R-One a Rebellion o 12 de Heidfeld/Prost/Beche mesmo 10 voltas ficou com a 7° posição, já o 13 de Leimer/Belicchi/Kraihamer que já tinha largado no fim do pelotão, na corrida teve diversos problemas com o carro e foi o único carro que abandonou a corrida.

Na LMP2 quem levou a melhor foi o 26 da G-Drive de Rusinov/Pla/Canal que já havia vencido em Silverstone, a 2° posição ficou com o 38 da Jota Sports de Dolan/Gene/Tincknell, uma boa corrida da equipe Britânica já que ela disputa a ELMS, e é uma das favoritas a vencer em Le Mans, na 3° posição foi dos Asiáticos da KCMG, que haviam largado na pole,  eles começarem bem e lideram por várias voltas, mas depois perderam ritmo.

Já os Russos da SMP Racing novamente não foram bem, o 27 chegou em 4°, mas em nenhum momento brigou por vitória, inclusive ainda foram punidos por um Stop & Go por queimar a largada e o 37 também não apareceu na corrida.

Já na GT Pro tivemos grandes brigas, principalmente entre as Ferraris da AF Corse e os Porsches da Team Manthey. Quem levou melhor foi a AF Corse 51 de Vilander/Bruni na 2° posição ficou com o Porsche 91 de Pilet/Bergmeister que depois de uma longa e bonita briga com a outra AF Corse de Calado/Rigon que acabou não 3° posição.

Os Brasileiros da Aston Martin nos seus turnos andaram bem, Fernando Rees com o 99 andou sempre entre os 3 primeiros, mas aí Macdowall/O’Young não conseguiram manter o ritmo, mas conseguiram um bom 5° lugar. Já com Bruno Senna também aconteceu a mesma coisa, andou lá frente mas caiu de rendimento também e acabou com a 4° posição.

E na GT Am tivemos outra vitória da AF Corse o 61 de Cioci/Venturini/Perez-Companc na 2° e 3° posições foram da Aston Martin no 95 de Stanaway/Polsen/Heinemeier-Hansson e o 98 de Lamy/Dalla Lana/Nygaard.
Talvez o lance mais engraçado foi o carro da 8Stars perdendo a roda, o mais curioso? O piloto era o Roda.

A próxima corrida do WEC será as 24 Horas de Le Mans nos dias 14 e 15 de Junho

quinta-feira, 1 de maio de 2014

O novo Rebellion R-One.




A Rebellion apresentou hoje em Spa-Francorchamps o seu novo carro o Rebellion R-One que irá substituir os belíssimos Lola B12/60.

O carro que corre na LMP1-L tem uma frente que lembra muito o Audi E-Tron de 2013. O carro foi feito pela Oreca e segue usando os motores Toyota. Na semana passada o carro deu suas primeiras voltas no circuito de Francês de Paul Ricard.

No lançamento do carro todos os pilotos estavam presentes, menos o Italiano Andrea Belicchi que pegou um voo atrasado para a Bélgica.