segunda-feira, 30 de junho de 2014

Spirit of Daytona leva as 6h de Glen.

Não foi dessa vez que um LMP2 venceu, quem venceu as 6 Horas de Watkins Glen foi o 90 da Spirit of Daytona de Westrook/Valiante. A corrida teve um final eletrizante, tudo porque a corrida foi recomeçada faltando 11 segundos para o final, a corrida era liderada pelo 42 da OAK de Brundle/Yacaman/Tung porém logo após a relargada Westbrook ganhou a posição de Brundle.

Na 3° posição ficou o 5 da Action Express de Fittipaldi/Barbosa, os líderes do campeonato o 10 da Wayne Taylor acabou na 5° posição. A Chip Ganassi não teve um bom dia, sofreu um acidente e ficou um longo tempo nos boxes e acabou somente na 30° posição.

Já na PC quem levou a melhor foi o 54 da Core Austosport de Braun/Bennett/Gue é a 3° vitória da equipe em 4 corridas e está na liderança isolada da classe, em 2° o 88 da JDC Miller de Plowman/Cheng/Bielefeld e na 3° posição o 52 da PR1 de Jeannette/Montecalvo

O Brasileiro Bruno Junqueira chegou a liderar uma boa parte da corrida, porém sofreu um toque de um GTD e precisou de reparos, 9° na PC e 38° no geral.

E o novo Corvette C7 está com tudo, 3 vitórias nas últimas 3 corrida, a vitória foi do 3 de Magnussen/García que venceu com tranquilidade, e fechando o pódio o 91 e 93 da Viper, belo retorno do nome Dodge e a volta da pintura clássica que parece ter dado sorte, já que a equipe não vinha com um bom desempenho, e na corrida inclusive liderou vários momentos. Quem decepcionou foi a Porsche que em nenhum momento apareceu na corrida.

Na GTD quem venceu foi o 94 da Turner com Cameron/Palttala em 2° foi os líderes da classe  o 555 da AIM de Bell/Sweedler e fechando o pódio o Porsche 44 da Magnus de Potter/Lally/Asch e a equipe do ator Patrick Dempsey conseguiu um bom 4° lugar.

Veja o resultado da prova Aqui.

domingo, 29 de junho de 2014

Wickens vence tranquilo em Norisring.

A corrida começou com a pista molhada e todos os pilotos largaram com o pneu de chuva, a largada foi com o Safety-Car, e na primeira volta Petrov, que largou em último rodou sozinho.

A bandeira verde foi dada na volta 4 e na na última curva antes da bandeira verde Jaime Green tocou em Paul di Resta que de 2° caiu para 10°, resultado Green recebeu uma punição de 5 segundos

Logo na volta 6 já começaram os primeiros pit-stops entraram Farfus, Da Costa, Molina, Tomczyk, nessa parada Farfus perdeu uma posição para Tomczyk, na volta 10 Di Resta também fez sua parada Só esse pilotos pararam no início da corrida.

Na volta 12 Green faz 55.759 e faz a volta mais rápida da corrida e era disparado o piloto mais rápido da pista, mas quem começou a aparecer bem na corrida foi o Italiano Edoardo Mortara que largou em 20° e na 19° já estava em 13°, porém o piloto Italiano ainda faria mais na corrida.

Na volta 37 a pista estava bem mais seca, e só levanta spray em algumas partes da pista, e com a pista mais seca quem começou a andar mais rápido era o piloto da Mercedes Cristian Vietoris que ocupava a 3° posição.

Mas foi somente na volta 50 que alguém botou um pneu de pista seca, e foi Bruno Spengler, na volta 53 foi a vez de Rockenfeller botar os macios, na volta 54 Jaime Green fez sua parada e já cumpriu a sua penalidade de 5 segundos, perdeu sua posição para Vietoris. Na volta 56 após grande recuperação Mortara estava em 2° e  fez a sua parada, voltou em 8°, na volta 57 foi a vez do líder Robert Wickens parar, voltou com folga na liderança mesmo com um pit-stop ruim de 3.8.

A corrida permaneceu tranquila até o fim, o que aconteceu mais de importante foi a quebra de Cristian Vietoris na volta 74 que estava em 2° e precisou abandonar, 2° posição que caiu no colo de Jamie Green e Mattias Ekstrom. E assim foi até o final da corrida com Wickens vencendo com 23.906 de vantagem para Green. Mortara ficou em 4° após grande recuperação, e agora assume a vice-liderança do campeonato com 39 pontos.

O Brasileiro Augusto Farfus acabou em 14°, a uma volta do líder, saindo zerado de Norisring o Brasileiro caiu duas posições no campeonato e agora ocupa a 11° posição do campeonato, 44 pontos a menos do que o líder Marco Wittmann.

Veja os resultados da corrida Aqui.

A próxima etapa da DTM será em Moscou no dia 13 de Julho.

Pra quem Perdeu: Norisring (DTM)

sábado, 28 de junho de 2014

Em Norisring Robert Wickens leva a pole.

E no 1° circuito de rua da temporada em Norisring quem levou a pole foi o Canadense Robert Wickens. Será esse um recomeço para a Mercedes? Que começou a temporada muito mal, pontuando somente em uma corrida e que ainda foi ganha por Cristian Vietoris, mas foi uma corrida ganha na estratégia e sorte.

Wickens fez um tempo de 47.883 em 2° Paul di Resta em seu retorno a categoria fez 47.976 na 3° posição ficou o Audi de Jamie Green com 47.995. Os líderes do campenato não foram muito bem o atual líder do campeonato Marco Wittmann anotou 48.210 e vai largar na 8° posição, Rockenfeller que é o vice líder fez 48.282 e o 3° colocado do campeonato o Italiano Edoardo Mortara foi mal demais fez 48.439 e larga em 20°.

O Brasileiro Augusto Farfus novamente foi mal e larga somente em 15°, definitivamente não parece ser o ano de Brasileiro que ocupa somente a 9° posição do campeonato com 14 pontos.

A corrida começa as 8:30 e tem transmissão do BandSports.

Veja os resultados do treino Aqui. 

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Recordar é Viver (7).



GP da Áustria de 2003, esse havia sido o último ano do GP que retornou esse ano a F1.

Fim da Caterham na F1?

Ericsson no GP da Áustria.
A equipe Caterham deve fechar as portas no final da temporada, foi o que deu a entender, o dono da equipe o Malaio Tony Fernandez postou em seu Twitter “A Fórmula 1 não deu certo, mas eu amo a Caterham Cars.”  E logo depois apagou a sua conta na rede social.

A Caterham entrou na Fórmula 1 ainda com o nome Lotus em 2010 e acabou o campeonato na 10° posição, ainda em 2010 a Renault comprou o grupo Lotus e começou a ser chamar Lotus-Renault e isso gerou uma disputa política pelo nome e as duas equipes competiram com o nome Lotus na temporada 2011, nesta temporada a Lotus acabou novamente na 10° posição. No fim de 2011 Tony Fernandez anunciou a compra da Caterham, e  a equipe virou a Team Caterham (nas temporadas 2012 e 2013) e novamente acabou zerada 10° em 2012 e 11° em 2013. Nesses 5 anos o melhor resultado da equipe foi um 11° lugar com o Russo Vitaly Petrov no GP do Brasil em 2012.

Porém em 2014 Fernandez deu um ultimato “Esse ano é a nossa última chance. Nós demos a melhor infraestrutura, os melhores pilotos em potencial, e agora é a hora de vermos o resultado de tudo isso. Se continuarmos lá atrás acho que não vou seguir em frente, mas depois de 5 anos e não somar nenhum ponto, há um limite para sua paciência, motivação e dinheiro.”

Na atual temporada a Caterham ocupa a 11° e última posição do campeonato, e a situação se agravou mais ainda quando a Marussia somou seus primeiros pontos em Mônaco  com Jules Bianchi, pouco tempo depois apareceu uma notícia de que o grupo Caterham estaria a venda por R$ 1,3 bilhões. Apesar que esse boato foi negado por Fernandez. 

O rumor é que a equipe seria vendida a Collin Kolles, antigo chefe da Spyker e HRT que pretende regressar a F1 com uma nova equipe, a Forza Rossa.

domingo, 22 de junho de 2014

Pra quem Perdeu: 24 Horas de Nürburgring.

Essa não é a corrida completa, já que a parte noturna não foi transmitida nem pela TV nem pelo Streaming oficial.

Tudo volta ao normal e Rosberg vence na Áustria.

E tudo voltou ao normal com a Mercedes vencendo a corrida hoje em Spielberg com Nico Rosberg. Confira tudo o que rolou na corrida.

Felipe Massa conseguiu uma boa largada, e permaneceu nela por 15 voltas até a primeira rodada de pit-stops, e a equipe Mercedes trabalhou melhor nos boxes e devolveu Rosberg e Hamiton mesmo com um pit-stop um pouco mais lento voltaram na frente do Brasileiro que também perdeu a posição para o seu companheiro de equipe. Sérgio Pérez era o líder da prova, só que com os pneus bem mais desgastados foi ultrapassado por Rosberg e Bottas na volta 27 e Hamilton na volta 28, logo após o Mexicano foi para os boxes.

Após ter tido problemas de potência na segunda volta, e já estar uma volta atrás dos líderes Sebastian Vettel tocou na Sauber de Gutiérrez na briga pela 21° posição e precisou abandonar na 39° volta, definitivamente não é o ano do pentacampeão que tem três abandonos e dois pódios nesta temporada.

Na 39° começou a segunda rodada de pit-stops Hamilton foi o primeiro a parar, e novamente a Mercedes foi mais lenta no pit-stop do Britânico. Na volta seguinte foi Rosberg que teve uma ótima parada e na 41 foi a vez de Bottas, Massa parou na volta 44 e voltou atrás de Pérez. A liderança era de Fernando Alonso da Ferrari.

Alonso parou na volta 48 e Rosberg retomou a liderança com uma vantagem em torno de 1.5 para seu companheiro e já tinham abrido boa vantagem para a dupla da Williams.

Mesmo que Lewis Hamilton tenha chegado em Rosberg nas últimas duas voltas o Britânico não conseguiu passar seu companheiro. Assim Rosberg soma 165 contra 136 de Lewis Hamilton.

A próxima corrida da Fórmula será dia 6 de Julho no tradicional Autódromo Britânico de Silverstone.

Confira o Resultado da corrida
1) Nico Rosberg (/Mercedes), 71 voltas em 1h27m54s967
2) Lewis Hamilton (Mercedes) +  1s932
3) Valtteri Bottas (Williams) + 8s172
4) Felipe Massa (Williams) + 17s358
5) Fernando Alonso (Ferrari)  +  18s553
6) Sergio Pérez (Force India) + 28s546
7) Kevin Magnussen (McLaren) + 32s031
8) Daniel Ricciardo (Red Bull) + 43s522
9) Nico Hulkenberg (Force India) + 44s137
10) Kimi Raikkonen (Ferrari) +  47s777
11) Jenson Button (McLaren) + 50s966
12) Pastor Maldonado (Lotus) - 1 volta
13) Adrian Sutil (Sauber) - 1 volta
14) Romain Grosjean (Lotus)  - 1 volta
15) Jules Bianchi (Marussia) - 2 voltas
16) Kamui Kobayashi (Caterham) - 2 voltas
17) Max Chilton (ING/Marussia) - 2 voltas
18) Marcus Ericsson (Caterham) - 2 voltas
19) Esteban Gutiérrez (Sauber) - 2 voltas

Abandonaram
Jean-Eric Vergne (Toro Rosso) 59 voltas
Sebastian Vettel (Red Bull) 34 voltas
Daniil Kvyat (Toro Rosso) 24 voltas

sábado, 21 de junho de 2014

Massa surpreende e leva a pole para o GP da Áustria.

Depois de 5 anos, Massa conquista uma pole.
Demorou 5 anos para Felipe Massa conquistar novamente uma pole, e hoje na Áustria essa espera acabou, o Brasileiro conseguiu sua última pole no GP do Brasil de 2008, e a última pole do Brasil foi de Rubens Barrichello em 2009, curiosamente também em Interlagos. E a última vez que a Williams formou uma 1°fila foi em 2003 no GP da Alemanha com Juan Pablo Montoya e Ralf Schumacher.

Mas a maior ironia foi entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg, o Alemão precisou tirar o pé logo após a rodada que Lewis Hamilton deu na curva Castrol, onde ocasionou uma bandeira amarela.

No Q1 Hamilton liderou, seguido de Kvyat e Rosberg. Nenhuma surpresa entre os eliminados que foram os mesmos de sempre, Adrian Sutil, Esteban Gutierrez, Jules Bianchi, Kamui Kobayashi, Marcus Ericsson e Max Chilton.

Já no Q2 tivemos surpresas, Jenson Button e Sebastian Vettel não conseguiram se classificar para o Q3. O Alemão já não vinha bem desde os treinos livres e amargou a 12° posição, enquanto Jenson Button ficou em 11°, 5 posições atrás de seu companheiro de equipe.

Logo no início do Q3 Valtteri Bottas encaixou uma ótima volta, e parecia que a pole ficaria com o Finlandês, já que Rosberg não conseguiu superar o tempo, Hamilton nem tempo tinha e ainda rodou na sua única volta rápida, porém quando o cronômetro zerou o Brasileiro Felipe Massa conseguiu superar o seu companheiro e assumiu a ponta, Bottas ainda ameaçava e vinha com uma boa volta, porém errou no último setor.

Confira o grid
1) Felipe Massa (Williams) 1m08s759
2) Valtteri Bottas (Williams) 1m08s846
3) Nico Rosberg  (Mercedes) 1m08s944
4) Fernando Alonso (Ferrari) 1m09s285s
5) Daniel Ricciardo (Red Bull) 1m09s466
6) Kevin Magnussen (McLaren) 1m09s515s
7) Daniil Kvyat (Toro Rosso) 1m09s619
8) Kimi Raikkonen (Ferrari) 1m10s795
9) Lewis Hamilton (Mercedes) - Sem Tempo
10) Nico Hulkenberg (Force India) - Sem Tempo
11) Jenson Button (McLaren) 1m09s780
12) Sebastian Vettel (Red Bull)1m09s801
13) Pastor Maldonado (Lotus)1m09s939
14) Jean-Eric Vergne (Toro Rosso)1m10s073
15) Romain Grosjean (Lotus)1m10s642
16) Sergio Pérez (Force India)1m09s754*
17) Adrian Sutil (Sauber)1m10s825
18) Esteban Gutiérrez (Sauber) 1m11s349
19) Jules Bianchi (Marussia)1m11s412
20) Kamui Kobayashi (Caterham)1m11s673
21) Marcus Ericsson (Caterham)1m12s673
22) Max Chilton (Marussia)1m11s775*  
* Pilotos perderam 5 posições.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Audi fatura as 24 Horas de Le Mans.

Que corridaça amigos, essas 24 Horas de Le Mans, confira um resumo da corrida que começou no sábado. 
Na classe principal a vitória parecia ficar com o 7 da Toyota, porém um acidente botou tudo por água abaixo, tanto que o carro nem voltou para a corrida. A liderança foi para o Audi 2 de Fassler/Lotterer/Treluyer que depois que tomou a ponta não perdeu mais. Em 2° lugar veio o Audi 1 de Kristensen/Gené/Di Grassi.

O Toyota 8 contou com a sorte, já que sofreu um acidente e caiu lá pra trás, porém foi reconstruído, e se aproveitando das falhas dos outros concorrentes chegou num grande 3° lugar, resultado que mantém o trio Buemi/Lapierre/Davidson na liderança do campeonato com 80 pontos. 20 a mais do que os vencedores da prova.

Enquanto na LMP1-L quem venceu foi o Rebellion 12 de Prost/Heidfeld/Beche, venceu com muita facilidade já que o outro carro da Rebellion abandonou.

A LMP2 também tivemos várias disputas e quem levou a melhor foram os Britânicos da Jota Sports de Turvey/Dolan/Tincknell, o novo Ligier JS P2 poderia ter tido uma estréia melhor, já que o Thiriet e a OAK lideraram, o 46 da Thiriet de Thiriet/Badey/Gommendy chegou em 2° e completando o pódio o 36 da Alpine de Webb/Panciatici/Chatin. Uma das gratas surpresas da classe foi o bom rendimento do motor Judd da Race Performance que em vários momento chegou a andar entre os 3 primeiros, porém não resistiu e teve alguns problemas, mesmo assim chegou em 8° lugar.

As disputas na classe GT como sempre foram as melhores, em diversos momentos tivemos batalhes, principalmente entre o Corvette 74, Aston Martin 97 e a AF Corse 51. Melhor para o trio 51 de Fisichella/Bruni/Vilander que resistiu as 24 Horas sem nenhum problema. Em 2° lugar ficou o Porsche 92 de Holzer/Makoviecki/Lietz e fechando o pódio o Corvette de Magnussen/Garcia/J. Taylor, uma ótima estréia para o novo Corvette C7.R. O Brasileiro Bruno Senna foi 6°, o Aston Martin do Brasileiro chegou a liderar por boa parte da corrida, porém apresentou problemas e caiu na classificação. Destaque para o 5° lugar da ProSpeed que correu a corrida inteira com só 2 pilotos.

Na GTE Am o Aston Martin 95 de Poulsen/Thiin/Heinemeir Hansson venceu sem nenhuma dificuldade, chagando com 4 voltas de vantagem para o 88 da Proton Competition de Reid/Bachler/Al Qibaisi na 3° posição ficou com a AF Corse de Companc/Cioci/Venturini. O outro Aston Marion, o 98 que liderou por bastante tempo teve problemas e acabou em 6°. A AF Corse 81 de Bird/Rugolo/Wyatt abandonou.

Veja os resultados da prova AQUI.

domingo, 15 de junho de 2014

24 Horas de Le Mans: Hora 18, 19 e 20.

Na LMP1 tudo se manem na mesma.

Na LMP2 duas mudanças decisivas, o 35 da OAK que liderava a corrida com folga e o 36 da Alpine tiveram problemas e precisaram de concerto, o 36 já voltou para a pista e está em 10°, e quem aproveitou essas falhas foram a Thiriet que assumiu a liderança.

Bruno Senna após bela batalha contra Gianmaria Bruni na GTE Pro teve problemas e está nos boxes com problemas na direção

Na GTE Am, tudo na mesma, a única novidade é a presença da Dempsey Racing na 4° posição.

sábado, 14 de junho de 2014

24 Horas de Le Mans: Hora 16 e 17.

Depois de muito tempo tivemos a entrada do Safety Car, dessa vez por de um acidente da SMP 72 que bateu e danificou a grade, os comissários mandaram o carro de segurança para que a grade fosse concertada e limpar a pista também.

Depois de todos os ocorridos, agora temos uma prova bem mais tranquila, com Marcel Fassler liderando com o Audi 2. Aí você pensa que a três voltas a frente estaria tudo tranquilo, mas não, o Audi 2 teve problemas no turbo e ficou na garagem mais de 20 minutos sendo concertado e perdeu a liderança para o Audi 1 de Marc Gené, em 2° está o Porsche 20 de Mark Webber em 3° o Audi de Fassler.

Na LMP2,GTE Pro permanece na mesma.

Já na GTE Am tem um novo 3° colocado que é a AF Corse 61 que está com Marco Cioci.

24 Horas de Le Mans: Hora 14 e 15.


Como dizem, agora a porra ficou séria, parecia que tudo ia dar certo para o 7 né? Mas só parecia, Nakajima teve problemas elétricos e abandonou, pois é amigos, nem tentaram arrumar o carro, abandonaram direto. E a liderança cai no colo dos campeões de 2011 e 2012 Lotterer/Tréluyer/Fassler que estão 3 voltas a frente do Porsche 20 que está com Brendon Hartley e o Audi 1 está na 3° posição com o Brasileiro Lucas di Grassi.

Na LMP2 tudo permanece igual. OAK em 1°, Thiriet em 2°, Alpine em 3° e Race Performance em 4°

O Aston Martin 97 foi para os boxes Darren Turner assumiu o carro, e a liderança foi para a AF Corse 51, mas não demorou muito para a equipe Britânica reassumir a ponta e começar a abrir, logo a diferença era de 1.8 foi aumentando, porém mais tarde o 97 precisou ser recolhido para trocar os freios e voltou em 2°, atrás da AF Corse 51, na 3° posição está o Porsche 92. E o Corvette 74 que estava sempre brigando pela liderança teve problemas mas acabou voltando, mas bem atrás agora.

Na GTE Am quem sofreu com problemas foi o 72 que estava na 2° posição por um bom tempo teve que ser recolhido e está a mais de 7 horas nos boxes e provavelmente abandone. O Aston Martin 95 segue firme e forte na liderança em 2° ainda está o Porsche da Proton e agora em 3° aparece a Ferrari da 8Stars.

24 Horas de Le Mans: Horas 11,12 e 13

E o Audi 1 que estava em 3° teve problemas e precisou se recolhido, e perdeu a posição para o Porsche de Timo Bernhard, agora o 1 está a 4 voltas do líder. Depois quem teve problema foi o Porsche 14, que assim como o Audi 1 ficou lento do nada e também precisou de raparos. A Rebellion que vinha com uma 5° posição enfrentou diversos problemas e agora se encontra na 11° posição.

A OAK se mantem na liderança da LMP2 com Alex Brundle, em 2° aparece agora o 36 da Alpine e na 3° posição o Ligier da Thiret. Sigo destacando o carro da Race Performance que está numa consistente 4° posição.

Na GTE Pro era a única classe que ainda tinha alguma briga, na disputa estavam Bruno Senna, Giancarlo Fisichella e Tommy Milner, Fisichella tentou passar Senna a qualquer custo, porém não conseguiu e ainda deu uma leve escapada e Milner aproveitou para passar o Italiano, Senna imprimiu um ritmo muito bom e conseguiu uma vantagem tranquila para o Corvette 74.

O Aston Martin 95 segue na liderança da GTE Am a 2° e 3° posições também permanecem intactas com a SMP Racing e Pronton Competition. O Aston Martin 98 que liderou por um bom tempo e que teve problemas agora está em 37°.

24 Horas de Le Mans: Hora 9 e 10.

E a Toyota segue sobrando...

Na LMP1-L o 13 da Rebellion teve problemas e foi para os boxes fazer reparos, apesar disso perdeu apenas uma posição

Na LMP2 o 46 da Thiriet que estava em 3° tomou um Stop and Go e caiu uma posição, quem está em 3° agora é a Race Performance.

Outra mudança decisiva foi o grave problema no Porsche 91, que está nos boxes para consertos, e o Aston Martin está na ponta e  Bruno Senna vai assumir o carro.

Na GTE Am o líder que era o Asto Martin 98 teve problemas e foi recolhido para os boxes, e a liderança caiu no colo do Aston Martin 95, a SMP subiu para 2° e o Porsche 88 da Proton. A equipe de Patrick Dempsey tomou uma punição de 3 minutos e agora está na 6° posição.

24 Horas de Le Mans: Hora 7 e 8.

Cai a noite em Le Mans, e tivemos um acidente de Alex Imperatori da KCMG tivemos a entrada do Safety Car, o suíço escapou da pista na curva Porsche e bateu, destruindo a frente do Oreca 03. Desta vez o Safety Car não foi tão demorado.

Na LMP1 tudo segue inalterado com o Toyota 7 sobrando. Destauqe para a Rebellion que está em 5° á um bom tempo, já o outro carro da Rebellion não teve a mesma sorte e abandonou, 3° corrida e 3° abandono do 13. Talvez o maior destaque tenha sido a escapada de Brendon Hartley, que travou os pneus e ficou quase 2 minutos tentando ligar o carro, mas aí já era, perderam a 3° posição para o Audi 1 de Marc Gené.

Na LMP2 agora temos 2 Ligier nas duas primeiras posições, o 35 da OAK é o líder, em 2° o 46 da Thiriet e na 3° posição o Oreca da Race Performance, que segue surpreendendo com o bom desempenho do motor Judd.

Para variar, de novo tivemos mais brigas na GTE Pro, em certo momento tínhamos 3 carros brigando pela 1° posição, eram eles: Oliver Gavin da Corvette, Darren Turner da Aston Martin e Giancarlo Fisichella da Af Corse, e quem levou a melhor foi Turner, que ultrapassou Gavin e assumiu a liderança.

Se a Toyota está dominando na LMP1 outra que está dominando a sua classe é a Aston Martin, na GTE Am os dois carros seguem em 1° e 2°, na 3° segue a SMP Racing, resumindo, nada se alterou na classe.

24 Horas de Le Mans: Hora 5 e 6.


Nada de mais na LMP1, Sarrazin entregou o carro para Nakajima e mesmo assim o carro voltou em 1°, o 7 vem sobrando na prova e em nenhum momento foi incomodado. Na 2° posição está Treluyer com o Audi 2 e em 3° Brendon Hartley com o Porsche 20. Quem está se recuperando muito bem o Porsche 14, que teve problemas no começo da corrida e já está na 7° posição. E o Toyota 8 está se recuperando bem e está em 12°.

Na LMP2 tivemos uma briga pela liderança entre Alex Brundle e Michel Frey, melhor para o Britânico da OAK que aproveitou o erro de Frey e assumiu a liderança da classe.

Bruno Senna apareceu na prova e começou a andar muito, o Brasileiro ultrapassou os dois Porsche da Team Manthey em uma volta e de 4° subiu para 2°, a liderança ainda é do Corvette 74 de Richard Westbrook.

Na GTE Am liderança para a Aston Martin 95 de Christoffer Nygaard e em 2° outro Aston Martin o 98 de Hanemeier Hanson em 3° está a Ferrari dos Russos da SMP com Basov.

24 Horas de Le Mans: Hora 3 e 4.


Depois de um longo Safety Car, tivemos a relargada, porém a bandeira verde não durou muito, e logo tivemos a entrada de outro safety car, dessa vez foi um acidente entre o 48 da Murphy Prototypes e o 41 da Greaves. E ficamos nisso na 3° hora.

Mas na 4° hora a pista secou e a corrida está fluindo bem. Na LMP1 temos a liderança do Porsche 20 que está no comando de Brendon Hartley, em 2° o Toyota 7 de Stephane Sarrazin e em 3° o Audi 2 de Benoit Treluyer.

Na LMP2 o 34 da Race Performance segue na liderança, e está surpreendendo a todos, em 2° vem o Ligier da OAK com Alex Brundle, ambos protagonizaram uma bela disputa, e na 3° posição está o Alpine de Paul-Loup Chatin.

Na GTE Pro tivemos uma batalha entre os dois Porsche da Team Manthey contra o Corvette 74 de Tommy Milner, melhor para o piloto Britânico da Corvette que ultrapassou Bergmeister e assumiu a liderança.

Já na GTE Am, Patrcik Long lidera com o carro da Dempsey Racing.

24 Horas de Le Mans. Horas 1 e 2.

E começou hoje as 10 horas a 82° edição das 24 horas de Le Mans. Foi uma largada tranquila e com Alex Wurz já imprimindo um ritmo forte, e mesmo após duas horas de corrida não foi ameaçado.

Na LMP2 está com diversas brigas e quem está na liderança é dos Suíços da Race Performance com Franck Mailleux, porém equipes como a Jota e KCMG já estiveram na liderança. O melhor Ligier é da Thiriet com um 11° no geral.

Na GTE Pro como sempre tivemos as melhores brigas, em um certo momento da prova tivemos a AF Corse 51, os dois Corvette e mais o Aston Martin 97 brigando pela liderança, porém permaneceu a Ferrari 51 na liderança.

O que chamou a atenção foi a forte chuva que começou a cair, já que não tinha previsão de chuva para a corrida, e nessa confusão toda aconteceu um acidente decisivo, Sam Bird, Marco Bonanomi e Nicolas Lapierre se enroscaram e bateram, resultado: Abandono para o Audi n° 3 e longos reparos para o Toyota 8.

Além do abandono do Audi 3, já temos confirmados também os abandonos do Nissan Zeod que durou só 5 voltas e os Russo da SMP abandonaram com o 37.

Veja o vídeo do acidente do Toyota 8 aqui.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Calado sofre concussão e está fora de Le Mans.

Ferrari sendo retirada após a batida.
James Calado está fora das 24 Horas de Le Mans, o piloto sofreu uma concussão. Seu substituto será o Alemão Pierre Kaffer.

Calado bateu na curva Porsche, a mesma que tirou Duval e o Aston Martin 99 da corrida. Após a batida Calado disse que “ficou meio confuso”. Logo depois ele foi colocado numa maca e levado ao hospital.

Pierre Kaffer de 38 anos vem para a sua 8° participação em Le Mans, tem uma vitória na classe GT2 em 2009 pela equipe Americana Risi Competizione.  Atualmente Kaffer disputa a ELMS pela equipe AT Racing e irá disputar o WEC com o novo Lotus P1/01.

Pierre Kaffer, o substituto de James Calado.

domingo, 8 de junho de 2014

Perez perde 5 posições em RB Ring.




Muito se falou sobre o acidente na última volta do GP do Canadá, no começo muitos botaram a culpa no Brasileiro, porém logo apareceu na internet com a vista aérea, e deu para perceber que a culpa foi do Mexicano, Massa foi no embalo para tentar passar e Perez jogou o carro para cima de Massa e aconteceu um forte acidente.

Resultado, o piloto da Force Índia vai perder cinco posições no GP da Áustria em Spielberg. 

sábado, 7 de junho de 2014

Speed leva o ouro em Austin. Nelsinho fica com o bronze.


Com tantas corridas com bandeiras vermelhas e vários pilotos favoritos não se classificando para a final, pilotos como Travis Pastrana, Ken Block, Tomi Heikkinen e Tanner Foust que sofreu um capote (veja o vídeo). Quem se aproveitou e levou a medalha de ouro foi Scott Speed com o VW Polo da Andretti.

Na Semi-Final 1 Liam Doran venceu, e mesmo largando na 2° fila não teve problemas e venceu com tranquilidade, na 2° posição ficou com Austin Dyne, que foi uma surpresa, já que foi só a sua 2° corrida no GRC e na 3° posição ficou com Brian Deegan, porém foi desclassificado por cortar caminho e condução agressiva, melhor para Nelsinho Piquet que herdou a 3° e última vaga para a final. Ken Block teve problemas na largada e nem completou a corrida, péssimo início de campeonato para o piloto do Ford Fiesta.

Na Semi-Final 2 Speed venceu, Patrik Sandell ficou em 2° na 3° posição ficou com outra surpresa Bucky Lasek, é a 1° vez do skatista na final do GRC, que estreou no ano passado. A surpresa negativa ficou por conta de Travis Pastrana, que ficou em 4° e não se classificou para a final.

Numa final bem desfalcada, Quem levou o ouro foi Scott Speed que venceu com enorme tranquilidade, a prata ficou com Bucky Lasek, foi a 1° medalha dele no GRC, já que no skate foram 19 medalhas, e Nelsinho contou com muita sorte para levar o bronze, o Brasileiro acabou usando a jocker duas vezes e acabou sendo punido, porém na última curva Liam Doran acabou tendo problemas, e o bronze caiu no colo do Brasileiro, 1° medalha dele nos X Games.

Veja a final completa aqui.
Confira os resultados do GRC aqui.

DeJong vence na Lites
Com somente 16 anos DeJong leva a sua 2° medalha nos XGames.
O jovem Mitchell DeJong levou o ouro na categoria Lites, a prata ficou com Kevin Eriksson e o bronze ficou com Austin Cindric.

Já os Brasileiros avançaram para a final, destaque mesmo para Átila Abreu, que em seu primeiro contato com um carro de Rallycross conseguiu avançar até a final, porém ele, Nelsinho e Sykes se enroscaram e não participaram da relargada.

Veja o vídeo com os melhores momentos da Semi-Final e Final aqui.
Confira os resultados do GRC Lites aqui.

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Nelsinho Piquet no GRC e no GRC Lites.

Carro de Nelsinho no GRC.

Carro no GRC Lites.

Nelsinho Piquet que nesse ano trocou a Nascar pelo Rallycross, fara sua estréia na categoria Lites do GRC, aliás Nelsinho será o primeiro piloto a disputar as duas categorias numa mesma temporada.

A categoria Lites são todos os carros um Ford Fiesta preparado pela OMSE, que são veículos 4x4 com motor aspirado e 310 cavalos. O carro será patrocinado pela marca de câmeras portáteis a GoPro. 

Enquanto na principal categoria o Global Rallycross Nelsinho estreou no ano passado, correndo com um Mitsubishi Lancer Evolution, porém sem grandes resultados. Nesse ano concentrando todas as suas forças no GRC Nelsinho assinou com a equipe SH Racing que compete com um Ford Fiesta. E na primeira corrida do ano em Barbados conseguiu um ótimo 4° lugar.

domingo, 1 de junho de 2014

Deu Wittmann em Hungaroring.

Ninguém segura Wittmann. 2 vitórias em 3 corridas.
A DTM retornou a Hungria depois de vários anos ausentes. E quem venceu foi ele Marco Wittmann o piloto da BMW Team RMG segue surpreendendo e venceu com folga no circuito de Hungaroring. Se na Fórmula o circuito sempre apresentou corridas chatas, porém não se pode dizer o mesmo na corrida da DTM, o que mais se viu foram diversas brigas e ultrapassagens. Confira o resumo de como foi a 3° etapa da DTM.

Wittmann fez uma largada tranquila, Glock se manteve em 2°, Da Costa que largou em 5° pulou para 3°. Poucas curvas depois teve um enrosco, sobrou para Gary Paffett que levou um toque de Joey Hand, e teve que abandonar.

Os pilotos com pneus duros começaram a ficar para trás, Spengler e Martin perderam posições. Wittmann parou na volta 19, e voltou na frente, pouco antes Molina ultrapassou Glock. Molina abriu uma vantagem, porém quem chegou em Glock foi Mortara. E na volta 21 diversos pilotos foram para o pit stop, esses que entraram botaram o pneu mais macios, e aí é que começam a aparecer Bruno Spengler e Maxime Martin começaram a aparecer, ambos estavam em 11° e 12° e começam a recuperação deles, e quem se recuperou muito bem foi Spengler que fez várias ultrapassagens e conseguiu uma grande 3° posição. Wittmann venceu com 6.615 de vantagem para Miguel Molina, bem atrás a 21.542 foi Bruno Spengler.

No fim teve mais brigas, e sobrou para Timo Glock que teve um problema na última volta e abandonou. Mike Rockenfeller foi bem discreto e sofreu várias ultrapassagens no fim, mais ainda assim conseguiu sair com um pontinho.

E mais um fim de semana horrível para a Mercedes que assim como em Hockenheim saiu zerada, Di Resta e Wickens chegaram a andar entre os 10 primeiros, só que depois com os pneus duros perderam rendimento. O melhor Mercedes foi de Robert Wickens que chegou em 11°.

Farfus não teve uma boa corrida, após ter largado em 6° o Brasileiro abandonou, perdeu várias posições na largada depois sofreu um toque e perdeu rendimento. O mais cômico foi no pit stop em que ele parou e a equipe esqueceu de pegar os pneus, mas poucas volta depois o Brasileiro abandonou.

Com a vitória Wittmann assume a ponta do campeonato com 50 pontos e abre uma boa vantagem sobre Mike Rockenfeller que tem 31 em 3° fica Edoardo Mortara com 27.

A próxima corrida da DTM será dia 29 de Junho no circuito

Confira o resultado da corrida Aqui.