domingo, 28 de setembro de 2014

Pra quem Perdeu: Zandvoort (DTM).

Depois de 2 anos sem vitórias, Ekström vence em Zandvoort.

Ekstrom volta a vencer na DTM.
Demorou mas veio a primeira vitória da Audi na temporada e foi nas mãos de Mattias Ekström que volta a vencer na DTM após duas temporadas, já que sua última vitória havia sido em 2011 na pista de Valência, agora Ekström assume a vice liderança do campeonato com 81 pontos. Marco Wittmann que chegou m segundo agora soma 146 pontos.

Já na volta de aquecimento Glock teve problemas e precisou largar em último. Na largada Rockenfeller foi superado por Wittmann, Green perdeu duas posições para Muller e Tomczyk.

Na volta 4 Adrian Tambay que estava em nono saiu da pista e bateu, assim o Safety-car foi acionado. Enquanto isso Juncadella foi para os boxes trocar os pneus.

Na volta 6 a relargada foi dada e Wittmann pulou bem já deixando Rockenfeller para trás. Boa briga pela sétima posição entre Paffett, Hand, Di Resta e Scheider, quem levou a pior foi Di Resta que perdeu duas posições, e na volta seguinte ainda recebeu um toque de Da Costa e acabou rodando, pouco depois o Escocês abandonou.

Enquanto os três primeiros estavam juntos, Green ganhou a quarta posição com uma ultrapassagem sobre Tomczyk. E na volta 16 Rockenfeller se aproveita de um erro de Wittmann, que errou a freada na curva 1 e Rocky levou a melhor, e logo após a manobra o piloto da Audi já tinha 1.5 de vantagem.

Na volta 17 começam as paradas Wittmann foi o primeiro dos ponteiros a entrar. E o Safety-car voltou na volta 18, Farfus recebeu um toque na traseira de Juncadella e acabou batendo forte, o Espanhol ficou sob investigação. E no fim da corrida foi confirmada uma punição de 30 segundos para o Espanhol.  Na volta 21 a relargada foi dada.

Nico Muller que era o segundo errou a freada e acabou perdendo posições para Green e Scheider. Na volta 25 Scheider que era o segundo também fez sua parada.  Nico Muller bateu na volta 25, assim o Safety-car deu o ar da graça novamente. Quem pode ter se dado mal foi Rockenfeller, já que era um dos poucos pilotos que ainda não tinham feitos um pit-stop. Na volta 30 a corrida recomeçou e Ekstron escalando o pelotão e em menos de duas voltas ele pulou de . Na volta 32 Rockenfeller foi fazer sua parada e voltou em décimo oitavo.

Novo líder, na volta 32 Ekström ultrapassou Wittmann, lembrando que Ekström estava com os pneus macios, e Wittmann com pneus duros bem mais desgastados.

Paffett escapou e bateu na volta 34, e adivinha quem voltou sim o Safety-car,  dessa vez ficou por três voltas. Wehrlein foi superado por Vietoris e Martin, ambos com pneu macio, então eles começaram a escalar o pelotão. Com tantas entradas de Safety-car, a corrida foi acabar no tempo e não no número de voltas.

A partir daí não aconteceu muita coisa, destaque mesmo foi a briga de Wehrlein e Martin pela sexta posição e quem levou a melhor foi o Belga da BMW.

Assim a Audi conquistou sua primeira vitória na temporada, Ekström chegou com 7.4 de vantagem para Wittmann e Tomczyk chegando em terceiro e conquista o seu primeiro pódio na temporada e com Edoardo Mortara numa grande quarta posição, após ter lado em último.

A  próxima corrida da DTM será no dia 19 de Outubro em Hockenheim, será a última corrida de 2014.

Veja o resultado da corrida Aqui.

sábado, 27 de setembro de 2014

Mortara e Ekström são punidos para a corrida de Zandvoort.

Mortara foi desclassificado.
Mudanças no grid da DTM, a notícia saiu agora que Mortara e Ekström perderam posições no grid para a corrida de amanhã, e quem levou a pior foi Mortara que foi desclassificado e largará em último.

Edoardo Mortara foi desclassificado por irregularidades no difusor frontal estava abaixo da altura permitida, o que é proibida pelo artigo 3.7 dos regulamentos técnicos da DTM, assim Mortara caiu para último e quem herdou a terceira posição foi Jaime Green.

Mattias Ekström que fez o quarto tempo não teve uma punição tão severa e caiu para a oitava posição, o Sueco bloqueou Gary Paffett em sua volta rápida durante o treino classificatório.

Por apenas 0.026 Rockenfeller conquista a pole em Zandvoort.

Campeão de 2013 vai em busca da sua primeira vitória em 2013.
Amanhã teremos a penúltima etapa da DTM que será realizada em Zandvoort na Holanda e quem largará na pole será Mike Rockenfeller o campeão de 2013 está fazendo um campeonato discreto, na segunda posição o já campeão da temporada Marco Wittmann e na terceira posição Edoardo Mortara. Lembrando que a Audi vai em busca da primeira vitória na temporada, e amanhã pode ser a grande chance de pelo menos ter uma vitória.

A Audi dominou o treino com seis carros entre os dez, quem levou a melhor foi o campeão de 2013 Mike Rockenfeller que fez 1:30.713, superando Marco Wittmann por apenas 0.026, o já campeão da temporada 2014 fez 1:30.739 e Edoardo Mortara que larga em terceiro fez 1:30.757 e ficando a 0.044 da pole. Menção honrosa para Nico Müller que fez 1:30.968 e vai largar em sexto.

Já a melhor Mercedes aparece em sétimo com Pascal Wehrlein que venceu a última corrida em Lausitzring e anotou 1:31.063, Cristian Vietoris que briga pelo vice campeonato junto com Mortara e Ekström pode ter se complicado e vai largar somente em décimo oitavo enquanto seus dois principais rivais largam em terceiro e quarto. Enquanto Petrov amarga mais uma vez em largar na última fila.

O Brasileiro Augusto Farfus que venceu a corrida em Zandvort ano passado foi mal e vai largar em vigésimo, sendo a pior BMW.

A corrida será as 8:30 e não terá transmissão no Band Sports (Terá um VT ao meio dia), mas vou disponibilizar o streaming com a corrida na minha página no Facebook.

Veja o resultado do treino Aqui.

domingo, 21 de setembro de 2014

Rosberg abandona e Hamilton vence em Cingapura.

Hamilton assume a liderança da Fòrmula 1.
Será que a sorte está mudando de lado? Depois de Hamilton sofrer com vários problemas durante a temporada, parece que a maré de azar passou para Rosberg, hoje deu tudo errado para o Alemão que abandonou a corrida de hoje e ainda perdeu a liderança do campeonato.

Essa é somente a segunda vez na temporada que Hamilton assume a liderança do campeonato, a outra vez tinha sido depois do GP da Espanha. 

E logo na largada a surpresa, Rosberg ficou parado na largada, a Mercedes não conseguiu resolver o problema na pista, assim o Alemão precisou largar dos boxes. E ainda na volta de aquecimento Kobayashi teve um problema de aquecimento de motor e abandonou.

Na largada Hamilton se manteve na liderança, enquanto Vettel ultrapassou Ricciardo, enquanto Alonso passeou na área de escape e ganhou as posições de Vettel e Ricciardo, porém Alonso só devolveu a posição para Vettel. Enquanto lá atrás Rosberg tinha problemas com as marchas e brigava contra os carros da Caterham e Marussia.

Em 10 voltas Rosberg ainda estava na décima nona posição e não conseguia atacar a 
Caterham de Marcus Ericsson.

Já na volta 14 Hamilton foi fazer seu pit-stop novamente colocou o pneu super macio, na volta seguinte foi a vez de Rosberg, que com problemas não conseguia nem colocar o carro em ponto morto, assim o Alemão abandonou a corrida.

E na volta 23 começou a segunda rodada de pit-stops Massa parou primeiro colocando os pneus macios. Na estratégia Vettel parou primeiro que Alonso, o Espanhol assumiu a terceira posição. Enquanto Hamilton fez uma parada mais lenta porque a Mercedes limpava a asa dianteira do carro.

Pérez passou por um susto na volta 31, a frente do carro se soltou depois de um toque que recebeu de Sutil. E como sempre acontece em Cingapura o Safety-Car foi acionado.

Antes do Safety-Car entrar Alonso fez sua parada tirando o super macios e colocando os macios, voltando para a quarta posição. A Mercedes e a Red Bull optaram por deixar seus pilotos na pista.

Na volta 38 a relargada aconteceu e Hamilton com super macios sabia que teria de parar mais uma vez, e já tratou de abrir vantagem. Alonso com pneus novos começou a atacar Ricciardo, enquanto Vettel não conseguia acompanhar Hamilton e na volta 45 já tinha mais de 17 segundos de vantagem.

Felipe Massa fazia uma corrida solitária na quinta posição. Enquanto isso Bottas começou a sofrer forte pressão de Button enquanto o Britânico era pressionado por Raikkonen, tudo isso na briga pela sexta posição. Na volta 52 Hamilton fez seu pit-stop, os pneus duraram bravamente 27 voltas, Hamilton voltou em segundo atrás de Vettel.

E na volta 54 o piloto da Mercedes ultrapassa Vettel, o Alemão ainda segurou seu companheiro de equipe que vinha mais rápido no fim da prova, Alonso também ameaçou Ricciardo, mas ficou nisso.

Ainda na briga pela sexta posição Button teve um apagão na sua McLaren, mas ele conseguiu estacionar no carro e evitou a entrada do carro de segurança e Bottas com problemas no carro e um pneu furado caiu para a décima primeira posição.   

Hamilton vence com 13.5 de vantagem para Vettel e Ricciardo fecha o pódio. Destaque para Vergne que foi punido duas vezes durante a corrida e acabou na sexta posição.

Com a vitória Hamilton é o novo líder do campeonato com 241 pontos contra 238 de Rosberg.             

Veja o resultado da corrida Aqui.

sábado, 20 de setembro de 2014

Em corrida movimentada Audi #1 vence as 6 Horas de Austin.

Audi #2 embala a segunda vitória consecutiva na temporada.
Depois de três meses o Mundial de Endurance retornou para as 6 Horas de Austin no Circuito das Américas, com uma prova agitada e que aconteceu de tudo, bandeira vermelha, temporal e tudo que se tem direito.

O que se viu foi uma Toyota muito veloz com Buemi abrindo mais de 30 segundo de vantagem, e mesmo com o Suíço rodando sozinho ele voltou bem a frente dos rivais, mas aí veio um dilúvio em Austin e com todos os pilotos com pneus de pista seca o que se viu foi um festival de rodadas (Veja no vídeo) aí foi fatal para os dois Toyota que tiveram problemas, quem agradeceu foi a Audi, já que os dois protótipos não se envolveram em nenhuma confusão durante a chuva. E com o dilúvio a bandeira vermelha foi acionada, e a corrida só recomeçou 55 minutos depois.



O Porsche 14 até que liderou, mas não conseguiu manter o ritmo nas horas finais e acabou sendo superada pelos dois Audi e um carro da Toyota, assim caindo para a quarta posição.

No fim a vitória ficou com o Audi 1 de Lotterer/Fassler/Tréluyer  com 53 segundos de vantagem para o outro Audi de Di Grassi/Duval/Kristensen e depois de uma boa recuperação o Toyota 8 de Lapierre/Davidson/Buemi.

Na LMP1-L vitória da Rebellion 12 de Prost/Heidfeld/Brache que venceram sem nenhuma dificuldade, em segunda a estreante Lotus de Bouchut/Rossiter/Auer, o outro carro da Rebellion acabou ficando no meio do caminho e abandonou depois de 88 voltas. 

Asiáticos conquistam sua primeira vitória na temporada.
A LMP2 também foi muito movimentada e quem levou a melhor foi a KCMG que conseguiu sua primeira vitória com Bradley/Matsuda/Howson em segundo os Russos da SMP com o 27 de Zlobin/Minassian/Mediani que liderou por vários momentos da corrida e completando o pódio os estreantes da ESM Racing de Dalziel/Sharp/Brown, que fizeram uma corrida bem interessante e ainda a equipe confirmou  que vão abrir mão de competir o Petit Le Mans para correr a etapa de Shangai com dois carros.

A G-Drive que estreava o novo Ligier não teve muita sorte, partindo da pole o carro primeiro rodou na hora da curva, depois Canal ao tentar ultrapassar um retardatário decolou ao tocar na zebra e danificou a suspensão acabando assim na quarta posição da LMP2. 

Aston Martin #97 vence a primeira na temporada.
Como sempre a GTE PRO foi a mais movimentada a vitória ficou com a Aston Martin 97 de Mucke/Turner em segundo o Porsche 92 de Pilet/Makovieck e em terceiro a AF Corse 51 de Bruni/Vilander. Apesar da vitória da Aston Martin a Porsche foi a que mais liderou, inclusive com os dois carros do construtor Alemão brigando entre eles em vários momentos da corrida, a briga ficou mais morna depois que o 91 teve problemas e precisou de reparos, perdendo uma volta ainda conseguiu ficar com a quarta posição.

Participando somente da corrida de hoje a Corvette decepcionou o seu público o trio J. Taylor/R. Taylor/Milner, chegando somente em sétimo, último na classe e vigésimo quarto no geral o Vette ficou a corrida inteira brigando com os carros da GTE AM.

Aston Martin fez dobradinha na GTE AM.
Na GTE AM também vitória da Aston Martin dessa vez com dobradinha o 98 de Lamy/Nygaard/Dalla Lana venceu e o 95 chegou em segundo com Stanaway/Poulsen/ Heinemeier Hansson com os dois carros brigando até o final, a diferença entre os dois ficou em 1.3 e fechando o pódio o Porsche 88 da Proton de Bachler/Reid/Al Qubaisi, que ainda liderou na hora final.

A próxima etapa do Mundial de Endurance será no dia 12 de Outubro na pista de Fuji no Japão.

Veja o resultado da corrida Aqui.  

Por apenas sete milésimos Hamilton conquista a pole em Cingapura.

Mais uma vez a Mercedes faz a primeira fila.
Depois de algumas dificuldades nos treinos livre a Mercedes conseguiu fazer uma dobradinha e o responsável foi Lewis Hamilton que conquistou a pole com míseros sete milésimos de vantagem. A Red Bull bem que tentou superar a Mercedes mas o que conseguiu foi fazer a segunda fila.

No início do Q1 todos os pilotos optaram por começar usando os pneus macios e quem fez o primeiro tempo foi Hulkenberg, mas logo foi superado por Vergne. Mas o primeiro tempo a valer mesmo foi de Bottas 1:48.743, porém logo Raikkonen tomou a ponta e depois foi superado por Alonso.

Hamilton tomou a liderança com 1:47.847 e em segundo uma surpresa Gutiérrez mas ele só conseguiu esse tempo porque colocou os pneus super macios. Depois os outros pilotos colocaram os pneus vermelhos aí Hulkenberg veio para a ponta, depois Button liderou aí Hamilton e as duas Ferrari, com Raikkonen a frente.

Felipe Massa passou para o Q2 com uma décima segunda posição.    

Quem abriu o Q2 foi Sergio Perez e com a pista limpa fez 1:47.597, mas logo veio Raikkonen com 1:46.359, Alonso supera seu companheiro com 1:46.328.

Porém a alegria da Ferrari durou pouco, Hamilton fez 1:46.287 e botou ordem na casa. Ricciardo fez o quarto tempo com 1:46.493. Quem estava em dificuldades era a Williams que tinha Massa e Bottas em décimo segundo e décimo terceiro respectivamente. Porém no fim do treino Massa superou Ricciardo e conquistou o quarto tempo.

Mas no fim quem levou a melhor foi Rosberg, que voltou para pista e cravou 1:45.825, e fez o melhor tempo do fim de semana.

Button foi um dos pilotos que não passou para o Q3, o piloto da McLaren vai largar em décimo primeiro, ficando somente a 0.017 de Kvyat.

O Q3 começou com Felipe Massa fazendo a primeira volta rápida com 1:46:007, Ricciardo veio em segundo, Raikkonen em terceiro.

Com menos de três minutos todos os pilotos voltaram para a pista, todos com o super macio e Ricciardo fez o primeiro tempo, mas por pouco tempo, já que Rosberg fez 1:45.688, e com o cronômetro zerado Hamilton faz a pole com 1:45.681.
Ricciardo foi para a terceira posição, Vettel em quarto, Alonso em quinto, parece que no Q3 a Ferrari voltou para a sua realidade e Felipe Massa vai largar em sexto. 

Veja o resultado de treino Aqui.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Mercedes anuncia Pascal Wehrlein como piloto reserva.

Após vencer na DTM, Wehrlein será o novo piloto da Mercedes.
A Mercedes anunciou hoje que Pascal Wehrlein será o novo piloto reserva da equipe.

Wehrlein de 19 anos nasceu em Sigmaringen na Alemanha. Tem um título da Fórmula 3 Alemã de 2011 no currículo, além do vice campeonato da Fórmula 3 Europeia em 2012. Em 2013 foi para a DTM pela equipe Mücke Motorsport, na sua primeira temporada ficou com a vigésima segunda e última posição com 3 pontos. Em 2014 se mudou para a equipe HWA Team e ocupa a sétima posição, inclusive com uma vitória na última corrida em Lausitz onde se tornou o piloto mais jovem a vencer na categoria.

Ele completou mais de 30 dias no simulador da equipe, além de ter guiado por 500 km e 109 voltas com o carro de 2012 (F1 W03) no Autódromo do Algarve em Portugal.

“Fiquei satisfeito quando soube que iria testar um Fórmula 1 em Algarve. Levei umas voltas para me acostumar com a incrível velocidade do carro, com os freios mais duros e a alta velocidade na curvas. No total eu dei 109 voltas e não queria mais voltar para os boxes.” Comemorou Wehrlein.

Toto Wolff, chefe da Mercedes disse “Estamos muito felizes em receber Pascal à equipe, depois do teste em Algarve, ele tem trabalhado duro nos bastidores esse ano em nosso simulador desempenhando um papel muito importante na nossa preparação pré-corrida.”

A partir de agora Wehrlein irá viajar com a equipe para Cingapura e em todas as corridas até o fim da temporada.

domingo, 14 de setembro de 2014

Pra quem Perdeu: Lausitzring. (DTM)

Morand Racing vence em Paul Ricard.

 A ELMS segue com um equilíbrio enorme, quarta vitória de uma equipe diferente em quatro corridas, quem levou a melhor hoje na penúltima etapa em Paul Ricard foi o Morgan da Morand Racing, enquanto nas classes de GT seguem impressionante os domínios das Ferrari 458.

Pipo Derani fazendo sua estreia em protótipos permaneceu na liderança, só que a falta de experiência do Brasileiro fez com que ele tivesse dificuldades para ultrapassar os retardatários e assim perder a liderança para o Zytek da Jota, que liderou por um bom tempo. Porém o 38 foi perdendo muito o desempenho nas horas finais da corrida da corrida, foi superado pelo Morgan da Morand e foi caindo durante a corrida, acabando na sexta posição.

Na meia hora final o 48 foi punido por um problema no pit-stop, assim a chance de vitórias para a equipe Irlandesa foi para o espaço. Berthon pagou o drive-trough e voltou em quarto e três minutos depois consegue ultrapassar Shulzhitskiy para conquistar a terceira posição.

Com tranquilidade o 43 da Morand de Klien/Hirsch/Ragues vencem a primeira na temporada, em segundo o Alpine de Webb/Chatin/Panciatici, o trio segue sendo o líder da ELMS e fechando o pódio o Oreca 48 da Murphy de Derani/Berthon/Gonzalez. Ótimo resultado para o Brasileiro Pipo Derani que em sua primeira corrida de Endurance já conquista um pódio.

Quem não teve um bom dia foi a TDS Racing, assim como em Spielberg a equipe sofreu problemas com o novo Ligier JS e abandonou com somente 89 voltas.

Na GTE um mar de Ferraris, vitória para a AF Corse 55 de Griffin/Cameron/Rugolo em segundo o 56 da AT Racing de Kaffer/Venturi/Talkanitsa e em terceiro o 66 da JMW Motorsport de Walker/Richardson/McKenzie.

O melhor não Ferrari foi o Porsche 86 da Gulf Racing de Carroll/Barker/Wainwright que chegou na em sexto, o trio ainda liderou a corrida, mas não foi páreo para as Ferrari.

Quem levou na GTC foi a Ferrari 73 da SMP Racing de Beretta/Ladygin/Markzov em segundo outra Ferrari a da Formula Racing de Magnussen/Mac/Laursen, e em terceiro a McLaren 98 da ART GP de Korjus/Goudy/Demoustier que conseguiu o pódio graças a Korjus que ultrapassou uma AF Corse faltando nove minutos para o final.

A próxima etapa da ELMS será no dia 19/10 em Estoril e vai ser a última corrida da temporada.

Veja o resultado da corrida Aqui.

Wehrlein vence em Lausitzring. Wittmann conquista o título.

Wehrlein vence sua primeira na DTM.
E Wittmann conquista o título com duas corridas de antecedência. 
A DTM 2014 já tem um novo campeão Marco Wittmann de apenas 24 anos conquistou hoje em Lausitzring seu primeiro título na categoria. Wittmann conquista o título com duas corridas de antecedência. Marco somou incríveis 128 pontos contra Vietoris que tem 59, uma incrível diferença de 69 pontos.

Pascal Wehrlein venceu a corrida, e se tornou o piloto mais jovem a vencer uma corrida no campeonato com 19 anos.  Pascal fez uma corrida tranquila enquanto o Brasileiro Augusto Farfus fez uma boa corrida de recuperação e chegou em sétimo

Numa corrida que começou com a pista úmida e todos os pilotos largando com pneus de pista molhada, exceto Edoardo Mortara que largou com macios.

Na largada Wehrlein manteve a primeira posição, Ekström largou mal e caiu para sexto. Quem se destacou na largada foi Juncadella que de quinto pulou para segundo, mas logo em seguida foi superado por Vietoris e Green. Wittmann foi cauteloso e permaneceu na sétima posição.

Na segunda volta Ekström foi para fora da pista e caiu para a décima sexta posição. Na volta 3 Bruno Spengler recebeu uma punição por ter tocado em Tomczyk, a punição foi cumprida na volta seguinte.  Wehrlein seguia num ritmo impressionante e em seis voltas já tinha 8.2 para Vietoris.

Wittmann foi superado por Rockenfeller e Wickens na volta 9 e caiu para a oitava posição. E na volta seguinte Wickens ultrapassa Rockenfeller e ganha a sexta posição. Destaque para Augusto Farfus que ganhou dez posições até a volta doze e na volta quatorze com o vacilo de Green  e Farfus ainda ultrapassa Glock e assume a oitava posição.

Wehrlein deu uma escapada na volta 16 e perdeu dois segundos, mas mesmo assim estava tranquilo em relação a Vietoris 8.4 de vantagem. Na volta 19 Juncadella que estava em terceiro e Wickens que estava em quinto  foram punidos por não terem respeitado as bandeiras amarelas, o Canadense cumpriu a punição na volta seguinte e Juncadella na volta vinte um.

Quem estava tendo uma corrida para esquecer era Jaime Green, primeiro deu duas escapas para a caixa de brita e depois se enroscou com Tomczyk, foi punido eainda abandonou a corrida.

Na volta 26 Farfus, Green e Ekström foram para os pits colocar o pneu de pista seca, e pior para Ekström já que a equipe não prendeu direito a roda e o Sueco precisou abandonar. E a partir da volta 27 os boxes ficaram movimentados e vários pilotos pararam, e na volta 30 todos os pilotos já estavam com pneus macios.

As principais mudanças depois da parada foram Di Resta em sexto e Farfus em sétimo, só que Farfus deu passagem para Wittmann na volta 32, e Wittmann começou a fazer uma sequência de volta mais rápidas, na volta 34 1:24.867, 1:21.977 na 35. Na volta 38 Wittmann ultrapassa Di Resta e ganha a sexta posição. Ápós ser ultrapassado por Wittmann o Escocês abandona a corrida. Na volta 40 Wittmann fez 1:20.703 e outra volta mais rápida para ele.

Na volta 41 uma grande fila puxada por Farfus que levava junto: Rockenfeller, Molina, Hand e Tomczyk. Na tentativa de ultrapassar Rockenfeller, Hand acabou tocando no Alemão e rodou, incidente sendo analisando pela direção de prova.

Nas voltas finais briga pela segunda posição entre Vietoris e Scheider que descontou uma diferença considerável e começou a atacar o piloto da Mercedes, Scheider tentou ultrapassar mas Vietoris fechou a porta e ficou nisso.

Pascal Wehrlein vence de ponta a ponta e só não liderou na volta em que foi para os boxes, chegando com mais de quinze segundos de vantagem para Vietoris e Scheider, que fecharam o pódio. Chegando em sexto Marco Wittmann já garante o título.

A próxima etapa da DTM será em Zandvoort no dia 28 de Setembro.

Veja o resultado da corrida Aqui.

Opinião: Primeira corrida da Fórmula E.

sábado, 13 de setembro de 2014

Wehrlein surpreende e faz a pole em Lausitzring.

Piloto da Mercedes conquista sua primeira pole na DTM.
O jovem Pascal Wehrlein de apenas 19 anos surpreendeu ao conquistar a pole hoje em Lausitzring. Essa foi a primeira pole de Wehrlein na DTM, e de quebra um novo recorde pois ele se torna o piloto mais jovem a fazer uma pole no campeonato.

A Audi dominou o top-10 com cinco carros, Mercedes com três. Já a BMW que decepcionou com dois carros entre os dez.

Wehrlein fez um bom tempo de 1:17.547, Mattias Ekström anotou 1:17.604 e ficou somente a 0.057 do piloto da Mercedes, enquanto Jaime Green fez 1:17.715 ficando a 0.168 de Wehrlein, Timo Scheider com 1:17.761 em quarto e Daniel Juncadella que começa a aparecer no fim do campeonato após somar seus primeiros pontos em Nürburgring larga em quinto.

O líder do campeonato Marco Wittmann parte em sétimo, enquanto os vice-líderes Mattias Ekström e Edoardo Mortara largam em segundo e décimo terceiro respectivamente.

O Brasileiro Augusto Farfus não teve um bom dia e com um tempo de 1:18.343 ficou no Q2 e vai largar em décimo quinto.

Outros que tiveram um fim de semana para esquecer foi Bruno Spengler que larga em décimo sétimo, Paul di Resta em vigésimo segundo e Joey Hand, que não fez nenhuma volta rápids e ainda causou uma bandeira vermelha por ter ficado com o carro preso na caixa de brita.

A corrida começa as 8:30 e tem transmissão do Band Sports.

Veja o resultado do treino Aqui.

Pra quem Perdeu: Pequim (Fórmula E)

Lucas di Grassi vence na estréia da Fórmula E.

Di Grassi vence a primeira corrida da Fórmula E.
E tivemos a primeira corrida da história da Fórmula E, e quem levou a melhor foi o Brasileiro Lucas di Grassi que entrou para a história da categoria por se tornar o primeiro vencedor da  categoria, e foi de forma dramática já que na última curva teve um grave acidente entre Prost e Heidfeld e o Brasileiro que vinha em terceiro acabou vencendo.

Lucas di Grassi, Bruno Senna e Katherine Legge foram os pilotos votados para ter o Fan Boost, onde os fãs votam nos pilotos para ganharem uma potência extra durante a corrida.

E na largada já dois carros ficaram parados, os dois últimos, Sarrazin e Trulli, porém os dois conseguiram largar. Já Ho-Pin Tung largou dos boxes, mas ficando duas voltas atrás logo na quinta volta.   

Na largada todos os carros foram cautelosos e a mudança mais relevante foi Heidfeld ultrapassando Chandhok e assumiu a quarta posição. Trulli e Senna também não duraram nem uma volta e abandonaram.

E já na segunda volta o Safety Car foi acionado já que o carro de Senna teve a suspenção quebrada e o carro ficou parado na pista. Na volta 5 a corrida recomeçou  com os três primeiros permaneciam sendo Prost, Di Grassi e Abt.

Na volta 6 Nelsinho é ultrapassado por Servià e caiu para décimo primeiro. E na mesma volta 6 uma coisa bizarra, Buemi atacou a zebra e um pedaço da asa traseira se soltou, e o Suíço teve que ir para os boxes para arrumar a asa. A melhor briga até então era de Nelsinho com Servià, e o Brasileiro ultrapassou o Espanhol novamente e abriu vantagem. Na volta 11 mudança no top 5, Montagny ultrapassa Chandhok e ganha a quinta posição.

Na volta 11 Takuma Sato aparece parado na pista, abandono para o Japonês, apesar do carro ter ficado parado na pista o Safety Car não foi acionado.

Na volta 13 começaram a troca de carros, e Heidfeld ganhou a posição de Di Grassi e Abt de terceiro caiu para quinto, que ainda perdeu posição para Montagny. Sam Bird permaneceu na pista por mais uma volta, mas foi trocar de carro na volta seguinte. Na volta 19 Buemi abandonou a corrida.

Na volta 19 uma boa ultrapassagem de Chandhok para cima de Bird para conquistar a sexta posição. 

Na volta 21 Prost tinha três segundos de vantagem, porém Heidfeld descontou essa diferença no fim e encostou no Francês, porém na última volta Heidfeld tentou ultrapassar Prost e os dois se tocaram, e quem levou a pior foi Heidfeld que ainda bateu na zebra, levantou voo e caiu de cabeça para baixo.

Assim a vitória caiu no colo de Lucas di Grassi com Franck Montagny da Andretti  acabou em segundo e Sam Bird em terceiro.

A próxima corrida da Fórmula E será no dia 22 de novembro nas ruas de Putrajaya na Malásia.

Veja o resultado da corrida Aqui.

Nicolas Prost faz a primeira pole da Fórmula E.

Filho de Alain Prost, Nicolas fez a primeira pole da Fórmula E. 
Nicolas Prost entrou para a história ao fazer a primeira pole da Fórmula E. Em um formato diferente de treino que são divididos em quatro grupos de cinco carros. Confira o que rolou no Qualy da Fórmula E

Grupo 1 (Karun Chandhok, Oriol Servià, Jarno Trulli, Michela Cerrutti, Stéphane Sarrazin)
Chandhok foi o primeiro a anotar tempo 1:43.351, Servià em segundo e Cerruti em terceiro. Enquanto os veteranos Sarrazin e Trulli tiveram problemas.

Trulli ao fazer uma curva abusou da zebra e acabou perdendo o controle e acertando a traseira no muro já Sarrazin não se sabe o problema, pelo que a TV mostrou parecia um furo no pneu traseiro.

Enquanto isso na segunda tentativa Chandhok melhorava seu tempo com 1:42.461, mesmo melhorando o tempo não foi um o suficiente para largar nas primeiras filas. Servià também melhorou seu tempo com 1:24.847.

Grupo 2 (Takuma Sato, Sam Bird, Charles Pic, Jerome D’Ambrosio e Ho-Pin Tung)
O primeiro bom tempo do grupo foi de Sam Bird com 1:42.936, seguido por D’Ambrosio com 1:44.056, sendo assim ninguém conseguiu superar os tempos do Grupo 1.

Charles Pic parecia que iria conseguir superar o tempo de Chandhok com boas parciais, porém acabou perdendo tempo no último setor e acabou ficando com 1:42.726. Quem foi mal foi o piloto da casa Ho-Pin Tung que era o piloto mais lento do grupo e ainda acabou rodando sozinho e causando uma bandeira amarela.

Grupo 3 (Lucas di Grassi, Daniel Abt, Nicolas Prost, Sebastian Buemi e Katherine Legge)
E logo na sua primeira volta Di Grassi fez 1:42.308 e tomou a primeira posição, mas não por muito tempo e foi superado por um veloz Nicolas Prost que fez 1:42.200.

Quem veio surpreendendo foi Daniel Abt, o Alemão não foi dado como favorito e veio anotando bons tempos, inclusive sendo mais rápido do que Prost, mas acabou perdendo muito tempo no terceiro setor.

Buemi decepcionou, acabou batendo no mesmo lugar que Trulli e ficou sem tempo, engraçado foi ver o Suíço com o carro encostado e ele atrás do carro agachado tentando achar qual poderia ser o problema do carro.     

Grupo 4 (Jaime Alguersuari, Nick Heidfeld, Franck Montagny, Nelson Piquet JR e Bruno Senna)
Desde o início do treino Bruno Senna teve problemas com o carro, o Brasileiro só foi para a pista no fim do treino, mas não fez nenhuma volta rápida e vai largar em décimo nono.

Piquet fez 1:43.161, bem longe dos primeiros tempos. Enquanto Heidfeld e Montagny fizeram bons tempos. 1:42.530 e 1:42.579.

Na segunda tentativa das voltas os pilotos da Andretti e Venturi não conseguiram melhorar seus tempos Nelsinho fez 1:42.785, sendo bem mais rápido que seu companheiro.
_____________________________________

No fim a pole acabou ficando com Nicolas Prost que já somou três pontos para o campeonato, em segundo e em terceiro a dupla da ABT com Lucas di Grassi e Daniel Abt. Nelsinho Piquet Jr vai largar em décimo.      

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Recordar é Viver (11).

Em sua segunda participação em Le Mans Loeb chegou em segundo.
Você sabia que Sebastien Loeb participou das 24 Horas de Le Mans em 2005 e em 2006? Não? Então contaremos como foi a participação do Eneacampeão do WRC na tradicional prova de Endurance.

A preparação de Loeb para a corrida foi no mínimo curiosa, ele treinou com o jogo Gran Turismo no Playstation 2. Loeb correu pela Pescarolo Sport na classe LMP1 e teve como companheiros outros dois Franceses: Soheil Ayari e Eric Hélary. E o trio teve uma corrida bem problemática com Ayari que bateu em um Panoz , ainda sofreu um furo no pneu traseiro que danificou a traseira do carro, e no fim o carro não acabou a corrida.

Porém em 2006 a história foi outra novamente correndo com a Pescarolo e tendo Franck Montagny e Eric Hélary como companheiros. O trio conquistou um segundo lugar perdendo somente para o Audi R10 de Frank Biela/Emanuele Pirro/Marco Werner. Apesar do segundo lugar o trio chegou a quatro voltas do Audi.

Hoje Loeb tem uma equipe a Sebastien Loeb Racing que disputa a ELMS nas classes LMP2 com um Oreca 03 e eventualmente com um Audi R8 na GTC. Em Le Mans a equipe correu com Jan Charouz/Rene Rast/Vicent Capillaire na LMP2 e obteve um oitavo lugar, quarto na classe.

Opinião: Fórmula E - Expectativa para a temporada + Palpites.

Andretti anuncia Pic como piloto para a Fórmula E.

Pic é o novo piloto da Andretti.
A última vaga que faltava na Fórmula 1 foi completada. A Andretti  confirmou  Charles Pic como piloto da equipe Americana. A decisão foi de certa forma surpreendente, já que o nome do Francês não foi especulado na equipe. Os nomes cogitados eram os de James Hinchcliffe, Marco Andretti e Ryan Hunter-Reay, todos eles são pilotos da equipe Andretti na Fórmula Indy.

Pic disputou a World Series by Renault em 2008 e 2009, GP2 em 2010 e 2011, Fórmula 1 em 2012 pela Marussia e Caterham em 2013 e atualmente é piloto reserva da Lotus. Seu melhor resultado na Fórmula 1 foi um décimo segundo em Interlagos no ano de 2012.

“Isso é emocionante, correr na Fórmula E é um novo desafio e conceito. Você pode sentir a emoção da equipe, estou muito ansioso por fazer parte da Andretti Fórmula E e para correr a primeira corrida em Pequim.” Disse Pic.   

Além de Charles Pic, a Andretti anunciou Mattew Brabham como piloto reserva da equipe. Ele é neto do tri campeão da Fórmula 1 Jack Brabham.

domingo, 7 de setembro de 2014

Opinião: Massa e Bottas renovam com a Williams.

Rosberg erra duas vezes e Hamilton vence em Monza.

Hamilton vence depois de quatro corridas e Massa conquista seu primeiro pódio no ano.
Tivemos hoje em Monza a décima terceira etapa da Fórmula 1 em Monza, Lewis Hamilton volta a vencer depois de quatro etapas, enquanto Rosberg pagou caro pelos seus dois erros na corrida, apesar disso o Alemão segue na liderança do campeonato,  e o Brasileiro Felipe Massa finalmente conseguiu seu primeiro pódio pela Williams em uma corrida discreta e sem ser incomodado em nenhum momento garantiu a terceira posição. 

Hamilton fez uma péssima largada e de primeira caiu para quarto, sendo superado por Rosberg, Magnussen e Massa. Já Bottas de quarto foi parar em décimo primeiro.

Rosberg, mesmo no início da prova já abria 3.8 de vantagem. Na quarta volta Massa e Hamilton conseguem ultrapassar Magnussen. Mais atrás Bottas conseguia ultrapassar Hulkenberg e entrou na zona de pontuação. Enquanto isso Chilton escapou na segunda chicane e abandonou a corrida, foi o segundo abandono do Britânico na temporada.

Folgado Rosberg começava a fazer diversas voltas rápidas, Hamilton andava no mesmo ritmo do companheiro. Porém na oitava volta Rosberg errou a freada na primeira chicane e perdeu toda a vantagem que tinha, mas mesmo assim voltou em primeira. Na volta seguinte Hamilton ultrapassa Massa e ganha a segunda posição, Bottas começava a escalar o pelotão e já tinha ultrapassado Raikkonen, Pérez, Alonso e já estava em sétimo e tudo isso até a volta 15.  

Na volta 19 Vettel foi o primeiro piloto do pelotão da frente a fazer a parada, colocou os pneus duros e voltou em décimo quinto. Enquanto isso Bottas ultrapassou Button e assumiu a sexta posição. A diferença entre Rosberg e Hamilton já era de 1.2, enquanto Massa fazia uma corrida solitária e sem incomodado permanecia na terceira posição. E Bottas já ocupava a quarta posição.

Os boxes ficaram movimentados a partir da volta 19, pararam Pérez, Hulkenberg, Raikkonen e Alonso. Massa parou na 24, Rosberg na 25. Hamilton e Bottas permaneceram mais uma volta, Hamilton parou na 26, Bottas parou uma volta antes e voltou no meio do pelotão.

Só que na volta 29, Rosberg comete o mesmo erro na primeira chicane e dessa vez perde a liderança pra Hamilton, e a partir daí o Britânico não foi mais incomodado. A surpresa foi o abandono de Fernando Alonso, o Espanhol teve um problema de câmbio e precisou abandonar, foi a primeira corrida do ano que Alonso não pontuou.

Hamilton imprimia um ótimo ritmo e em quatro voltas já tinha 4 segundos de diferença para Rosberg. Massa em terceiro tinha 3 segundos de vantagem para Vettel e Bottas novamente escalando o pelotão ocupava a quinta posição.

A disputa no pelotão intermediário era tensa Magnussen tentou fechar Bottas na batalha pela quinta posição e foi punido com um stop & go de cinco minutos, Ricciardo que foi o um dos últimos pilotos a fazer o pit-stop, o Finlandês passou Magnussen e na volta 40 ultrapassou Vettel e ganhou a quarta posição. Destaque para a briga entre Button e Pérez que travaram um duelo por várias voltas na briga pela oitava posição.

Ricciardo começou a aparecer no final da prova e se aproveitou da briga entre Perez e Button e ultrapassou os dois, e logo encostou em seu companheiro de equipe, com os pneus bem mais gastos Vettel não teve o que fazer e foi ultrapassado pelo seu companheiro na volta 47.

Na penúltima volta um susto Kvyat deu uma escapada na primeira curva, mas o Russo conseguiu segurar o carro e evitou um grava acidente. Enquanto Magnussen não cumpriu sua penalidade e teve um acréscimo de 5 segundos no seu tempo, terminando em décimo.

Hamilton vence com facilidade e 3.1 de vantagem, Rosberg em segundo e Massa em terceiro, é o primeiro pódio do Brasileiro nesta temporada, a última vez q tinha subido ao pódio foi ano passado em Barcelona com um terceiro lugar. Agora Rosberg tem 238 pontos contra 216 de Hamilton.

A Fórmula 1 volta daqui a duas semanas para o GP noturno de Singapura.

Veja o resultado da corrida Aqui.

sábado, 6 de setembro de 2014

Hamilton faz a pole em Monza.

Mais uma pole para Hamilton e para a Mercedes
E depois de um bom tempo Lewis Hamilton conquista uma pole, que não vinha desde a quinta corrida da temporada em Barcelona. Rosberg larga em segundo. A Williams comprova a boa faze e larga em terceiro com Bottas e quarto com Massa. Mas a grande dúvida é, será que Hamilton e Rosberg podem se tocar na primeira curva?

Rosberg passou um grande susto no terceiro Treino Livre, o Alemão não deu nenhuma volta rápida por ter problemas no câmbio. Mas a Mercedes conseguiu resolver o problema do carro 6 e ir para a pista.

O Q1 começou com Kobayashi fazendo o primeiro tempo com 1:28.299, obviamente não durou muito a primeira posição do Japonês e logo foi superado pelas Force Índia e depois Rosberg com 1:25.862 e pegou a primeira posição, que durou menos de um minuto e a liderança foi para Hamilton que fez 1:25.523.

Faltando 8 minutos para o fim Massa fez 1:25.528 e pulou para a liderança, mostrando a boa fase da Williams, mas logo veio Rosberg fez 1:25.493 e tirou o Brasileiro da primeira posição, e pouco depois Hamilton fez 1:25.523.

A Lotus que não vive um ano nada fácil ficou com os dois carros fora do Q2, juntos foram os dois carros da Marussia e da Caterham.    

Hulkenberg foi o primeiro a ir para a pista no Q2 e marcou o primeiro tempo, e logo veio Rosberg tomando a primeira posição com 1:24.682 que tinha sido o melhor tempo do fim de semana, Bottas fez o segundo tempo e ficou a 0.2s atrás de Rosberg e Massa em terceiro. E faltando cinco minutos Hamilton toma a liderança com 1:25.560.

Depois Alonso era o melhor do “resto” e mesmo assim ficava a quase 1s do tempo de 
Hamilton. Rosberg voltou para a pista para tentar superar o seu companheiro, mas não conseguiu.

Entre os eliminados as principais surpresas foram Kimi Räikkönen e Nico Hülkenberg que ficaram com as décima primeira e décima terceira posição respectivamente.

Sérgio Perez fez o primeiro tempo do Q3, mas o Mexicano fez aquela segunda volta lenta e quem fez o primeiro tempo a valer foi Rosberg 1:24.5, na sequência vinham Massa e Bottas, aí apareceu Hamilton com 1:24.109 e tomou a pole.

Rosberg até que tentou, mas não conseguiu e acabou ficando com a segunda posição, Bottas largando em terceiro e Massa em quarto. Destaque para Magnussen que superou Button e vai largar em quinto.

Veja o resultado do treino Aqui.

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

[T1] The Stig Carreira 1 - #10




E assim encerramos a primeira temporada, acho que nesse fim de semana vou começar um segundo modo carreira, mas pretendo seguir a carreira com o The Stig 1 ainda.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Kobayashi reaparece e disputa o GP da Itália.

Kobayashi em entrevista em Monza.
E Kamui Kobayashi está de volta, pelo menos para o GP da Itália. O Japonês estava na sua casa em Tóquio quando recebeu o aviso que correria o GP da Itália na Quarta-Feira. Assim precisou viajar as pressas para a Itália.

Em Spa, Kobayashi foi substituído por Andre Lotterer e no GP da Itália Roberto Mehri iria substituir o Japonês, porém a super licença de Merhi não ficou pronta a tempo e Lotterer recusou a participar da corrida. Assim Kobayashi acabou sendo chamado para participar da corrida.

Lotterer disse “Tinha minhas dúvidas se participaria da corrida, a equipe insistiu e aceitei, porém Colin Kolles disse que Merhi participaria do primeiro treino livre, mudei de idéia e não participaria da corrida, sou novato na F1 e preciso de tempo para guiar e conhecer o carro.”

Incomodado com a situação Kobayashi ameaçou a processar a Caterham e ainda reclamou que não recebeu nenhuma explicação sobre tudo o que aconteceu nas últimas duas semanas “Estou aqui pelo esporte, mas olhando tudo o que aconteceu nas últimas semanas, acho que é mais política do que esporte. Conversei com advogados e é isso que temos. Tenho contrato com a Caterham e faço o que eles mandam. Se eles dizem para fazer simulador faço o simulador, se dizem para ficar em casa, fico em casa, se me mandarem correr eu corro.”

Kobayashi ainda contou que viajou para a Bélgica, mas não foi para o circuito de Spa para evitar maiores problemas.   

Opinião: Kobayashi volta para a Caterham e disputa o GP da Itália.